Nota de Imprensa

Miguel Viegas, deputado do PCP ao PE, ao centro na fotoMiguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu, esteve hoje reunido com produtores de leite do concelho de Ovar. No final de um ano difícil marcado pela baixa do preço do leite pago ao produtor, a troca de informações esteve focada principalmente nas politicas da União Europeia que mais uma vez penalizam a produção nacional.

Com efeito, a nova PAC mais uma vez não serve os interesses da agricultura portuguesa. A nova PAC, cada vez mais orientada para os mercados e a livre concorrência, irá trazer grandes dificuldades aos nossos produtores de leite. Para além do fim das quotas previsto para Maio de 2005 e contra o qual o PCP sempre manifestou a sua total oposição, outras ameaçadas decorrem do tratado de livre comercio com os Estados Unidos que irá certamente trazer ainda mais pressão sobre os preços. As medidas agroambientais, tais como o chamado "Greening", prejudicam também de forma grave as nossas explorações, designadamente aquelas com pequenas superfícies de cultivo.

Pela parte do PCP, Miguel Viegas reafirmou total disponibilidade para continuar a luta em prol da manutenção do regime de quotas leiteiras considerando que este representa um mecanismo necessário para garantir a cada pais um direito mínimo de produzir e garantir o seu auto-abastecimento. Para além de exigir mais uma vez medidas concretas para compensar os efeitos do embargo russo ao leite da União Europeia, o deputado comunista comprometeu-se igualmente em acompanhar a implementação da nova PAC, procurando minorar os seus efeitos mais graves e denunciando as suas profundas injustiças na distribuição das ajudas.

Para o topo