Teve lugar no passado dia 11 de Abril, na Escola Secundária Mário Sacramento, uma sessão sob o lema “Afirmar-se em ditadura” que contou com a participação de Domingos Abrantes, convidado pela escola, em que estiveram presentes dezenas de estudantes.

Na sua intervenção Domingos Abrantes explicou a Fuga de Caxias como o momento em que culminou um longo e complexo processo de preparação. Destacou, para o êxito desta fuga, o papel de José Magro e do camarada Tereso que, após um moroso processo de preparação, aceitou a tarefa de se passar para a ala dos «rachados», isto é, daqueles que aceitavam colaborar com o regime fascista. Partilhou, ainda com os estudantes, a experiência da prisão, da tortura, da privação, o sofrimento individual.

Pôde ainda evocar a árdua luta travada, durante os 48 anos de ditadura facista, pelos comunistas e democratas portugueses, a importância desta luta para a construção da Revolução de Abril e a consagração das suas conquistas na nossa Constituição que, apesar de ter sofrido 7 revisões, emana um claro projecto de uma ampla democracia com uma solução de futuro para Portugal.

 

Terminou afirmando a necessidade de defender Abril e os seus valores, para um País mais justo e desenvolvido.


Para o topo