Notícias e acontecimentos

Nota distribuída à imprensa. Na Universidade de Aveiro,

Aspecto da sessão na Universidade de AveiroDecorreu ontem, num auditório da Universidade de Aveiro, uma audição parlamentar dedicada ao euro, à dívida e à crise. Esta audição insere-se numa série de iniciativas semelhantes que têm levado deputados do PCP às várias academias do país, desde a Universidade do Porto à Universidades de Coimbra, Covilhã, Évora e Faro, estando previsto o seu encerramento em Lisboa, no ISCTE.

Participaram nesta iniciativa Diana Ferreira, deputada do PCP na Assembleia da República, Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu e Prof. na Universidade de Aveiro, e Fernando Sequeira, membro da comissão de economia do Comité Central do PCP.

Durante o debate, muitas foram as intervenções onde ficou manifesta as preocupações com a situação do euro, com as suas implicações na economia nacional, bem como a dívida pública que continua a aumentar.

No Orfeão de Ovar, passados 40 anos,

Casa cheia no Orfeão de OvarTeve lugar na passada sexta-feira no Órfeão de Ovar um concorrido debate sobre a nacionalização da banca em Portugal.

Os oradores presentes - Carlos Carvalhas, conhecido economista dirigente do PCP, e Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu - iniciaram a sessão aludindo ao facto de se comemorar neste mês de Março os 40 anos da nacionalização da Banca em Portugal.

Daí a discussão passou pela sucessão de problemas ocorridos na economia nacional desde que se privatizou praticamente todos os bancos em Portugal e, em particular, no contexto da crise internacional do capitalismo.

Carlos Carvalhas sublinhou, entre outros, que o facto de a banca estar em mãos privadas, fazia com que uma parte importantíssima das alavancas económicas do país estivessem dependentes dos donos da Banca e não da estratégia de desenvolvimento que o país quisesse adoptar. Evidenciou ainda como a crise foi um processo de concentração da riqueza - para a qual contribuíram grandemente as medidas de "austeridade" que PS, PSD e CDS foram tomando ao longo da última década - e como a questão do endividamento do país era hoje central na política económica e, por isso, indissociável da questão da propriedade da Banca.

Nota de Imprensa da Comissão de Freguesia de Ovar

Companhia de Teatro Contacto, OvarA Comissão de Freguesia de Ovar do PCP tem vindo a realizar reuniões com as direcções das colectividades da freguesia, com o objectivo de conhecer melhor as suas actividades, projectos e anseios, assim como os problemas que enfrentam para levar por diante a importante missão que desempenham na nossa sociedade.

Neste sentido uma delegação do PCP esteve de visita à Contacto – Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar, onde falou com alguns dos seus dirigentes e conheceu melhor esta prestigiada colectividade cultural da nossa cidade.

Registada como associação juvenil sem fins lucrativos, desde há 31 anos que se dedica à formação, promoção e produção das Artes do Palco. Tem tido uma produção regular e consistente - orientada para diversos públicos - e sempre com dupla finalidade lúdica e didáctica, dos quais se destacam o Festinfância e o Festovar.

Toda esta actividade exige rigorosa e criteriosa gestão, não só de organização mas também de recursos materiais e financeiros, contando para isso com alguns apoios da autarquia e do IPJ, sempre insuficientes.

Nota de Imprensa da Direcção da Organização Regional de Aveiro do PCP

Deputados com a Comissão de Trabalhadores da Renault/CaciaNo quadro da campanha nacional que o Partido Comunista Português promove em todo o país sob o lema “Não ao Declínio Nacional, Soluções para o País”, a Direcção Regional de Aveiro do PCP apresentou ontem à população um Programa de Emergência Social para o Distrito de Aveiro.

Esta apresentação pública, realizada no auditório da Junta de Freguesia de Vera Cruz, culminou um dia repleto de visitas ao longo do qual Diana Ferreira e Miguel Viegas, deputados do PCP respectivamente da Assembleia da República e do Parlamento Europeu, estiveram na Renault Cacia e posteriormente no Centro de Respostas Integradas de Aveiro.

Para o topo