TRABALHO HONESTIDADE COMPETÊNCIA

CDU -No concelho e no País
Força necessária
 

Atendendo ao silenciamento das posições da CDU acerca da construção de um quartel para os novos Bombeiros do Concelho de Espinho, pormenorizadamente fundamentadas na sessão da Assembleia Municipal de Espinho do passado dia 19 de Setembro e apoiadas por PS e BE, e porque as noticias que correm na comunicação social e nas redes sociais são falsas, vimos esclarecer os Espinhenses:

1. A CDU, defendendo intransigentemente os interesses de Espinho, mas também os interesses dos Bombeiros, não pode aprovar um processo lesivo para ambos e cheio de ilegalidades;

2. A nova Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho (AHBVCE) ainda não pode dispor do património das outras associações (os Bombeiros Voluntários “Espinhenses” e “de Espinho”) por falta de transmissão de património realizada nos termos legais;

3. De qualquer modo, a nova AHBVCE se alienar (mesmo que sob a forma de permuta) o património perderá o direito à totalidade do subsídio comunitário para a construção do novo quartel;

4. Os terrenos de ambos os quartéis estão manifestamente subavaliados na proposta de permuta feita pela Câmara que não se compromete a dar-lhes um fim público;

Na tarde de 11 de Setembro, uma delegação da CDU composta por Fausto Neves (1º candidato à Câmara Municipal de Espinho), Odete Gomes (1ª candidata à Assembleia de Freguesia de Anta-Guetim) e cerca de uma dezena de activistas, percorreram as ruas de Guetim, contactando com a população local para dar a conhecer a sua candidatura e o seu programa para o concelho e a freguesia.

Nestes contactos ficou bem patente o apoio à reivindicação da CDU da necessidade de repor a freguesia de Guetim, extinta por PSD e CDS, e cuja reposição foi impedida já nesta legislatura também pelo PS. Foram muitos os populares a queixar-se da falta de proximidade da Junta de Freguesia e de problemas que isso cria e/ou intensifica na vida da população.

Na passada 6a feira, ao final da tarde, teve lugar na Rua 19 de Espinho, uma arruada da CDU.

Esta iniciativa, a primeira de dezenas a ter lugar no mês de Setembro, foi participada por dezenas de activistas e candidatos da CDU, e recebeu da população local - transeuntes e comerciantes - um acolhimento positivo, com várias palavras de estímulo à candidatura protagonizada por comunistas, ecologistas e independentes.

Como evidenciaria Fausto Neves, cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Espinho, a escolha do local não foi aleatória, pois a Rua 19 ilustra aquilo que ocorre num concelho que está cada vez mais deprimido, refém das grandes superfícies, de um turismo vazio de conteúdo, sem espaço para a participação popular, a perder população e desprovido de dinamismo, apesar das suas imensas potencialidades.

Foi em ambiente descontraído e jovial que no passado sábado dezenas de activistas da CDU acompanharam Fausto Neves, cabeça-de-lista da CDU à Câmara Municipal de Espinho, numa caminhada pela freguesia de Paramos, com início no Castro Ovil e fim na Lagoa de Paramos.

Teve esta acção como propósito revelar mais uma proposta da CDU para o concelho de Espinho: a da criação de um corredor verde entre a Nave de Espinho e a Lagoa de Paramos.

Com efeito, a proposta da CDU parte de equipamentos ou potencialidades já existentes (a Nave, a Pousada da Juventude, Castro Ovil e a Lagoa de Paramos), mas cujo potencial está manifestamente desaproveitado, quer pelo abandono quase total de cada um destes elementos, quer pela ausência de uma estratégia que os permita interagir de forma articulada, de forma a beneficiar os espinhenses directamente no seu usufruto, mas também indirectamente através da captação de turistas e visitantes atrás de aspectos tão singulares como os que se podem encontrar no espólio tanto arqueológico como natural do nosso concelho.

Teve lugar na noite da passada 6a feira, dia 18 de Agosto, um plenário de candidatos e activistas da CDU em Espinho.

Contando com a presença de dezenas de participantes, este encontro permitiu aprofundar o debate em torno do programa eleitoral para as Eleições Autárquicas, bem como acertar o calendário de campanha para o mês que se segue.

Nas várias intervenções ocorridas, ficou clara a abrangência das preocupações dos espinhenses, decorrentes de décadas de governação PS/PSD/CDS, e a necessidade de reforçar a presença da CDU em todos os órgãos do concelho.

Num quadro de grande dispersão eleitoral - há 7 candidaturas à Câmara Municipal e várias listas de cidadãos eleitores a Assembleias de Freguesia - a definição de um calendário ambicioso e de uma mensagem clara e inequívoca constitui um elemento decisivo para contribuir para a elevação do debate político e criar condições para dar a Espinho o Trabalho, a Honestidade e a Competência da CDU, alcançando um grande resultado.


Para o topo