CDU - Coligação Democrática Unitária

TRABALHO . HONESTIDADE . COMPETÊNCIA

 

 

Um pouco por todo o País, o PCP vem desenvolvendo acções de contacto e esclarecimento junto dos trabalhadores e das populações, alertando para o imperativo do cumprimento da norma do OE 2017 que estabelece a baixar do preço do gás de botija.

Esta é uma situação de elevado impacto junto da população portuguesa, uma vez que 75% dela recorre ainda a esta forma de energia para fogões, banhos e aquecimento. O escandaloso preço da botija de gás em Portugal (quase o dobro do preço em Espanha) resulta da concertação entre os grandes grupos do sector, livres para subir os preços a seu bel-prazer desde a privatização da Galp.

No seguimento de acções feitas um pouco por todo o distrito de Aveiro, no concelho de Espinho, Fausto Neves (cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal) e uma delegação de outros activistas contactaram com a população de Silvalde, (constatando) confirmando-se que o preço exorbitante do gás é ainda um problema para muitas pessoas.

No caso espinhense sublinha-se ainda o facto de a rede de gás ser manifestamente curta face à dimensão do concelho e de, mesmo em áreas cobertas pelo gás de cidade, haver inúmeros moradores que, não tendo aderido na implantação da rede, não terem hoje os meios para fazer face aos altos custos da ligação

A limitação do preço do gás de botija, bem como a criação de condições para que mais gente tenha acesso ao gás natural (cujo preço é, em média, cerca de 50% mais baixo!), são assim imperativos de cariz verdadeiramente civilizacional, que importa assegurar.

A Comissão Coordenadora de Espinho da CDU
Espinho, 25 de Maio de 2017

Partilhar

Para o topo