TRABALHO HONESTIDADE COMPETÊNCIA

CDU -No concelho e no País
Força necessária
 

Foi em ambiente descontraído e jovial que no passado sábado dezenas de activistas da CDU acompanharam Fausto Neves, cabeça-de-lista da CDU à Câmara Municipal de Espinho, numa caminhada pela freguesia de Paramos, com início no Castro Ovil e fim na Lagoa de Paramos.

Teve esta acção como propósito revelar mais uma proposta da CDU para o concelho de Espinho: a da criação de um corredor verde entre a Nave de Espinho e a Lagoa de Paramos.

Com efeito, a proposta da CDU parte de equipamentos ou potencialidades já existentes (a Nave, a Pousada da Juventude, Castro Ovil e a Lagoa de Paramos), mas cujo potencial está manifestamente desaproveitado, quer pelo abandono quase total de cada um destes elementos, quer pela ausência de uma estratégia que os permita interagir de forma articulada, de forma a beneficiar os espinhenses directamente no seu usufruto, mas também indirectamente através da captação de turistas e visitantes atrás de aspectos tão singulares como os que se podem encontrar no espólio tanto arqueológico como natural do nosso concelho.

Assim, o que se propõe é o estudo e concretização da forma mais adequada de medidas que unifiquem os espaços acima referidos, valorizando-os, sinalizando-os, limpando-os e intervindo de forma sustentada para evitar a poluição a montante que vem de outros concelhos e dotando-os de equipamentos e recursos humanos que permitam tal propósito. Ao longo da caminhada ficou evidente que seria útil dinamizar um centro interpretativo histórico para o Castro Ovil, bem como um espaço de interacção e aprendizagem sobre a fauna e flora únicas da Lagoa de Paramos.

Esta iniciativa teve também como propósito sublinhar a intransigente discordância da CDU face a qualquer solução que vise dificultar mais a vida às populações costeiras - como a já ensaiada expansão do aeródromo e corte da estrada - ou aproveitamento de recursos públicos para construção de um qualquer complexo turístico na zona do Quartel, algo que muito lesaria o interesse público e os espinhenses.

Espinho, 10 de Setembro de 2017
A Comissão Coordenadora de Espinho da CDU

Partilhar

Para o topo