Aspecto do debateIntegrado no rico e diversificado programa de comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal, que está a decorrer em todo o país, realizou-se, na passada sexta-feira, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Stª Mª da Feira, um Debate sob o tema " Democracia para o Ensino – Ensino para a Democracia ".

A sessão foi enquadrada e moderada por Filipe Moreira, estudante universitário e eleito da CDU na Assembleia Municipal de Stª Mª da Feira, seguindo-se duas intervenções iniciais, primeiro de Manuela Silva, professora e dirigente sindical, que fez uma caracterização sintética da evolução do Ensino em Portugal ao longo do século XX, em especial no período tenebroso do fascismo, e depois de Francisco Gonçalves, professor e dirigente sindical, que abordou, não só os avanços notáveis que se operaram nesta área com a Revolução de Abril, como o retrocesso registado nos últimos anos, por acção de sucessivos governos e das suas políticas privatizadoras e de destruição da Escola Pública.

Isso mesmo foi corroborado pelos exemplos concretos que outros participantes trouxeram a debate, desde o que se está a passar com o ensino superior, cada vez mais elitista e ligado ao poder económico, como com o Ensino para crianças com necessidades educativas especiais, a braços com gritantes faltas de apoio em meios e técnicos.

Aspecto do debateJorge Pires, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP, encerrando a Sessão, realçou a importância da mesma, sobretudo no momento actual em que se abate também sobre o Ensino e a Escola Pública uma ofensiva política e ideológica sem paralelo e que se traduz, entre muitos outros exemplos, no encerramento de milhares de escolas, na concentração de alunos em mega agrupamentos e em cortes cada vez maiores para a Educação no Orçamento do Estado para 2014, que o PSD / CDS acaba de aprovar na Assembleia da República, e que, na linha dos anteriores, agrava a já precária situação da educação.

Em todas as intervenções, e de forma muito interessante, foi salientado o contributo inestimável de Álvaro Cunhal para a democratização do ensino, com toda a sua intensa intervenção política e elaboração teórica, indissoluvelmente ligadas ao PCP, quer antes, quer depois do 25 de Abril e que, na linha de Bento de Jesus Caraça, é considerada fundamental para a " formação integral do indivíduo".

Stª Mª da Feira, 10 de Dezembro de 2013

Comissão Concelhia de Stª Mª da Feira do P.C.P.

3COD - Exposição

Para o topo