Na mesa Francisco Gonçalves e Joaquim AlmeidaEsteve exposta no Museu Municipal de Arouca, de 21 a 28 de Junho, uma exposição sobre Álvaro Cunhal, exposição esta que, ao longo de 15 painéis, retrata a "vida, o pensamento e a luta" deste histórico dirigente comunista, apresentado como "exemplo que se projecta na actualidade e no futuro".

A sessão de abertura decorreu no passado dia 21 de Junho, às 21h30,  e contou com a participação de Joaquim Almeida da Silva, membro do Comité Central do PCP. A sessão foi apresentada por Francisco Gonçalves, responsável pela Comissão Concelhia de Arouca do PCP e candidato à Câmara Municipal de Arouca pela CDU.

Carlos Gonçalves da Comissão Política do CC do PCP, usando da palavra perante uma plateia cheiaO salão da Biblioteca Municipal de Ovar foi pequeno para acolher a deslumbrante enchente de pessoas que acorreram a assistir à Sessão Inaugurativa da Exposição Evocativa de Álvaro Cunhal, por ocasião das comemorações do seu centenário. O evento teve como convidados especiais o Grupo de Coral de Professores, bem como a presença de Carlos Gonçalves, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP.

A sessão iniciou-se com o visionamento de um documentário sobre a vida e obra de Álvaro Cunhal, com uma breve síntese da sua vida, do seu papel no pensamento do movimento comunista - reconhecido a nível internacional, na avaliação certeira da situação do país e das vias para a derrota do fascismo, no crescimento do PCP para um grande partido nacional, na Revolução de Abril e efectivação das suas conquistas, no combate à deriva ideológica aquando das derrotas do socialismo, na denúncia dos verdadeiros objectivos da UE e da moeda única, apenas para citar alguns exemplos. Álvaro Cunhal deu o melhor da sua vida à causa comunista, causa que lhe valeu perseguições, prisões e torturas, tendo permanecido 11 anos seguidos nas cadeias fascistas, 8 dos quais em completo isolamento. Fugiu de forma extraordinária, não para abandonar a luta, mas para a continuar de novo, numa grande prova de coragem e compromisso com a luta do trabalhadores e do povo português - ideal que o guiou ao longo de toda a sua impressionante vida.

Na mesa, usando da palavra, Joaquim Almeida, membro do CC do PCP, Renata Costa, da DORAV, e Jorge Vieira, da Comissão Concelhia da MurtosaMais de duas dezenas de pessoas encheram a sala da Piscina Municipal da Murtosa, no passado dia 6, para assistir à sessão de abertura da exposição sobre a Vida e Obra de Álvaro Cunhal, sob o lema: "Vida, pensamento e luta: exemplo que se projeta na atualidade e no futuro". Nela são retratados momentos marcantes da sua vida: infância, juventude, vida na clandestinidade, prisões, julgamentos, a revolução de Abril, entre outros. São igualmente referenciados aspectos da sua criação literária e plástica: romance, conto, traduções, desenhos, gravuras e pinturas. Dimensões da actualidade do seu pensamento, exemplo e luta.

Joaquim Almeida, do Comité central do PCP, salientou o legado para a compreensão da história da democracia portuguesa dado pela obra teórica de Álvaro Cunhal, figura que mais se destacou no nosso país, no século XX, e início do século XXI, na luta pelos valores da emancipação social e humana. Destacou que nas lutas que temos pela frente os contributos e obra de Álvaro Cunhal, bem como as orientações gerais do PCP, para a luta, mantêm plena actualidade. Reiterando que devemos continuar no caminho da construção de uma sociedade humana, justa, onde não haja lugar a explorados e a exploradores, uma sociedade socialista, pela qual Álvaro Cunhal tão abnegadamente lutou.

Francisco Gonçalves dirigindo-se a uma audiência atentaNo âmbito das Comemorações do Centenário do nascimento de Álvaro Cunhal, realizou-se no dia 14 de Junho de 2013, às 21h30, na Galeria Tomás Costa, na Praça da Cidade, Largo Gemini,  em Oliveira de Azeméis, a Sessão de Abertura de uma Exposição sobre a vida e a obra de Álvaro Cunhal, titulada "Uma vida dedicada aos trabalhadores e ao povo – Ao ideal e projecto comunistas".

Perto de meia centena de pessoas assistiram à iniciativa, apresentada por Óscar Oliveira, da Comissão Concelhia do PCP de Oliveira de Azeméis, na qual foi projectado o documentário "Álvaro Cunhal,  Vida, pensamento e luta: exemplo que se projecta na actualidade", ao que se seguiu uma  intervenção de Francisco Gonçalves, em nome do Executivo da DORAV do PCP e um período de debate.

3COD - Exposição

Para o topo