Sessão de apresentação da Fotobiografia de Álvaro Cunhal, no espaço de auditório da Livraria Bertrand, Fórum AveiroA Fotobiografia de Álvaro Cunhal é uma obra indispensável não só para uma ilustração do conhecimento sobre esta figura incontornável mas também como repositório de memórias do que tem sido a luta do Partido Comunista Português ao serviço dos Trabalhadores e do Povo, pela Democracia, o Socialismo e o Comunismo. Obra resultante de trabalho colectivo, envolvendo a recolha, organização e selecção de fotografias e documentos a partir de um imenso espólio semeado, ao longo de décadas, nos mais diversos e inesperados escaninhos de recordações. Compilação, necessariamente incompleta, que, até por isso, testemunha o valor da vida de um homem dedicado à luta pela realização de um projecto libertador, no decurso do qual, a Revolução de Abril foi uma das mais notáveis concretizações.

Aspecto da sessão comemorativa do Centenário de Álvaro Cunhal em ÁguedaFoi com casa cheia que se deu início à abertura da exposição comemorativa do centenário de Álvaro Cunhal, que decorreu este sábado, em Águeda. A sessão de abertura, contou com a participação de António Ferreira e Francisco Simões, da Comissão Concelhia de Águeda do PCP e de Joaquim Almeida, do Comité Central do PCP. A exposição intitulada "Vida, pensamento e luta: exemplo que se projecta na actualidade e no futuro", reflecte vários momentos e obras marcantes de Álvaro Cunhal, que, como salientado por Joaquim Almeida, dedicou a sua vida à defesa dos interesses e dos direitos dos trabalhadores e do povo português. A exposição estará patente na Biblioteca Municipal até ao dia 8 de Novembro.

Águeda, 4 de Novembro de 2013

70 após a Greve dos sapateiros

A «Cidade do Trabalho», como é habitualmente designada S. João da Madeira, recebeu a Exposição «Álvaro Cunhal - Vida, Pensamento e Luta: Exemplo que se Projecta na Actualidade e no Futuro» e GREVE DOS SAPATEIROS 70.º ANIVERSÁRIO. Durante o dia do passado sábado, 3 de Agosto, cerca de uma centena de pessoas passaram pela Exposição, disposta pela Praça Luis Ribeiro, onde se realizou, à tarde, uma sessão evocativa, com meia centena de participantes.

Na mesa Manuela Bernardino e Fausto NevesA sessão de apresentação do Tomo IV, das Obras escolhidas de Álvaro Cunhal, que decorreu ontem à noite na Junta de Freguesia de Espinho, foi um percurso por uma obra indispensável quer para o conhecimento dos últimos anos do fascismo, quer  para a compreensão dos graves problemas que o nosso Povo enfrenta, resultado de décadas de políticas de submissão aos interesses do capital monopolista, conduzidas por forças oportunistas cuja missão tem sido subverter o regime democrático e constitucional saído da Revolução de Abril.

3COD - Exposição

Para o topo