As trabalhadoras da Huber Tricot cumpriram hoje um dia de greve em defesa do subsídio de apoio ao transporte. A CDU esteve representada por Miguel Viegas, candidato às próximas eleições legislativas. A decisão da empresa de reduzir o apoio ao transporte revela um oportunismo inaceitável na medida em que assenta na redução do valor dos passes sociais decretada pelo governo a partir de uma proposta defendida há muito pelo PCP. Esta luta é por isso inteiramente justa e a CDU só pode manifestar toda a sua solidariedade esperando que a empresa volte atrás com a sua decisão e aceite um valor unitário de 20 euros mensais para todas as trabalhadoras.

Há muito que as trabalhadoras da Huber Tricot lutam por uma distribuição mais justa da mais valia produzida e através do apoio ao transporte. Este subsídio nunca foi distribuído de forma igual por todas as trabalhadoras. Esta situação criou muitas injustiças, penalizando aquelas que por questões de vida familiar ou por não terem transporte colectivo à porta de casa pura e simplesmente nada recebiam. Com a entrada em vigor da redução do valor dos passes sociais, a empresa pretende reduzir ainda mais o apoio não pretendendo acabar com as injustiças.

Miguel Viegas, dirigindo-se às trabalhadoras, declarou que "Esta decisão da empresa é inaceitável e esta luta é mais do que justa. A redução dos passes sociais, medida que tem o cunho do PCP, foi criada para beneficiar os trabalhadores e não as empresas. Com esta grande adesão, saímos convictos que a empresa irá ceder e a justiça relativamente ao subsídio de transporte será reposta!".


Aveiro, 9 de Julho de 2019
O Gabinete de Imprensa da CDU

Para o topo