Águeda

Na passada sexta-feira, a organização do PCP na freguesia de Trofa do Vouga, Águeda, realizou a primeira reunião preparatória do XX Congresso do PCP, que decorrerá em Almada nos dias 2,3 e 4 de Dezembro de 2016. Esta reunião, insere na primeira fase de preparação do Congresso de modo a permitir, com a máxima contribuição dos membros e organismos do Partido, a definição dos elementos essenciais a integrar na elaboração das Teses-Resolução Política.

Nota distribuída aos órgãos de comunicação social

A Assembleia Municipal de Águeda, na sua última reunião, dá o dito pelo não dito e, vergonhosamente, aprova a chamada municipalização da educação. Numa sessão longa onde, à falta de argumentos a favor, o executivo e seus apoiantes se cingiram a ideias genéricas e de “boas” intenções, a maioria dos eleitos municipais (do PSD, CDS e também do PS) escolheu fazer o favor a um Governo moribundo e atabalhoadamente aprovar a municipalização da educação em Águeda.

Comunicado de Imprensa da Comissão Concelhia de Águeda do PCP

A organização concelhia de Águeda do PCP realizou quarta-feira, dia 8 de Abril, a sua 7ª Assembleia de Organização e procedeu à eleição da nova comissão concelhia.

A resolução política, aprovada por unanimidade, chama a atenção para alguns dos mais significativos elementos da situação socio-económica no concelho, como o desemprego, que, segundo dados do IEFP, aumentou em Janeiro de 2015, situando-se nos 2179 trabalhadores desempregados, embora se estime que o número real seja mais elevado. É que, embora todos os meses aumente o número de inscritos nos centros de emprego no distrito e haja empresas a fechar, o desemprego registado diminui. Só em relação a Janeiro de 2015 falamos de uma discrepância nos registo de mais de 2 mil e oitocentos trabalhadores! Ainda assim, o distrito de Aveiro, continua a ser o 5º distrito com mais desemprego registado.

Municipalização da Educação

O PCP considera lamentável o papel a que se prestou a Câmara Municipal de Águeda, na figura do seu Presidente, ao dar alento às pretensões do Governo PSD/CDS de insistir na municipalização de serviços públicos, desta feita, de educação, permitindo que elementos do Governo procurem condicionar os eleitos locais e que se procure fazer tábua rasa de uma moção da Assembleia Municipal de Águeda que, por proposta do PCP, em Dezembro último, rejeitou a municipalização da educação.

quando é altura de tomar posição e defender os reais interesses da população (...) votam contra

Na sequência da sua intervenção ao longo dos anos, uma delegação da organização concelhia de Águeda do PCP, esteve presente na manifestação do dia 11 de Abril, lutando em defesa da manutenção do Hospital de Águeda, na reposição das valências e no respeito pelos direitos dos seus trabalhadores.

Almoço/convívio de apresentação dos candidatos em ÁguedaA CDU apresentou, no dia 25 de Abril, os primeiros candidatos aos órgãos autárquicos de Águeda. Num almoço/convívio com uma centena de apoiantes, Júlio Balreira, mandatário da lista CDU no concelho, apresentou o primeiro candidato CDU à Câmara Municipal, Nelson Leal, e o primeiro candidato à Assembleia Municipal, Francisco Simões.

Na sua intervenção, Nelson Leal, sublinhou, entre outros aspectos, a importância de assegurar eleitos CDU nos vários órgãos, como a força que faz a diferença, a força que, abnegadamente, defende os interesses da população e do povo trabalhador do concelho. Importa ainda valorizar e impulsionar o desenvolvimento das várias freguesias do concelho, e não somente da sede de concelho, bem como defender e exigir o cumprimento de uma das grandes conquistas de Abril - o poder local democrático.

Confiança na CDU

Aspecto da acção de contacto com a populaçãoO PCP, conforme os compromissos assumidos, entregou, no dia 29 de Novembro de 2011, na Assembleia da República, um projecto de resolução que recomenda ao Governo que "Revogue de imediato a desactivação do serviço de passageiros da linha do Vouga" e que "Elabore, ouvidos os municípios envolvidos,  um Plano de Requalificação e Modernização da Linha do Vale do Vouga".

No dia 30, em Águeda, o PCP realizou uma acção de contacto com a população, distribuindo um comunicado divulgando esta iniciativa.

1. A água, com a sua crescente escassez, tornou-se num bem apetecível. Apenas 0,5% da água existente no planeta, é potável e, de acordo com estudos das Nações Unidas, no ano de 2050, a água disponível estará abaixo do limiar mínimo (1700 litros de água por habitante) para metade da Humanidade. Por isso, é um recurso geo-estratégico e uma arma politica utilizada em regiões “quentes”, como no Médio Oriente ou no Curdistão e um alvo apetecível das grandes multinacionais. O mercado mundial da água, é, actualmente dominado por cinco gigantescas multinacionais, de onde sobressaem a Veolia e a Suez, cotadas entre as 100 maiores do mundo, com mais de 100 mil trabalhadores, com mais de 100 milhões de clientes e com lucros anuais a rondarem os 2 mil milhões de dólares.

Comício dia 20 de Junho - cartaz programaComício dia 20 de Junho - cartaz mapa da áreaA Comissão Concelhia de Águeda do Partido Comunista Português, realizou hoje, segunda-feira, dia 14 de Junho, pelas 16 horas, no Centro de Trabalho de Águeda do PCP, uma Conferência de Imprensa sobre a Situação Social e Económica do Concelho e sobre o Comício do PCP em Águeda com a presença do Secretário-Geral do PCP Jerónimo de Sousa. Estiveram presentes na conferência de Imprensa Nélson Leal (da Comissão Concelhia de Águeda do PCP) e Filipe Guerra da DORAV do PCP.

Logo PCPJorge Machado, deputado do PCP esteve no LIQ (Laboratótio Industrial Qualidade), na segunda-feira 19 de Abril, para uma visita de informação sobre as actividades desta entidade acreditada no sistema português de inspecção, ensaio e calibração. Na agenda esteve também a avaliação do impacto da alteração ao regime jurídico da urbanização e da edificação, recentemente aprovada pelo Governo, que terá como destino provável a intervenção da Assembleia da República neste processo legislativo.


Para o topo