quando é altura de tomar posição e defender os reais interesses da população (...) votam contra

Na sequência da sua intervenção ao longo dos anos, uma delegação da organização concelhia de Águeda do PCP, esteve presente na manifestação do dia 11 de Abril, lutando em defesa da manutenção do Hospital de Águeda, na reposição das valências e no respeito pelos direitos dos seus trabalhadores.

A Comissão Concelhia de Águeda do PCP relembra que a situação em que se encontra o Hospital de Águeda é consequência das políticas de desinvestimento de sucessivos governos na área da saúde e que o atual Governo tem aprofundado, refletindo-se no encerramento de serviços, na suspensão de investimentos ao nível das instalações (requalificação) e na privatização de serviços públicos.

Lamentavelmente, no passado dia 7 de Março foi rejeitada, na Assembleia da República, uma proposta de resolução apresentada pelo PCP que propunha: a manutenção do Hospital de Águeda, repondo os seus serviços e valências e ainda a avaliação das necessidades de saúde da população, auscultando os utentes, os profissionais de saúde e as autarquias, assim como o reforço dos profissionais de saúde.

Esta proposta do PCP foi rejeitada com os votos dos deputados do PSD e CDS eleitos pelo circulo de Aveiro! Uma vez mais, depois da propaganda e as declarações "apaixonadas", quando é altura de tomar posição e defender os reais interesses da população, PSD e CDS, votam contra.

O PCP continuará esta luta, hoje e sempre, ao lado das populações e apela a todos os utentes e trabalhadores que não se resignem e mantenham a luta viva, na defesa do hospital e do Serviço Nacional de Saúde, conquistado pelo povo na Revolução de Abril!

A Comissão Concelhia de Águeda do PCP
Águeda, 14 Abril 2014

 

2014-03-07 | Votação Deliberação

Votação na Reunião Plenária nº. 58
Rejeitado
Contra: PSD, CDS-PP
Abstenção: PS
A Favor: PCP, BE, PEV

Fonte: Assembleia da República
Para o topo