Um ano após a denúncia do PCP sobre as situações de precariedade e instabilidade vividas na empresa Certeca – Cerdomus em Anadia, os problemas persistem, nomeadamente no que diz respeito aos atrasos no pagamento dos salários e respectivos subsídios.

Ao longo dos últimos meses esta empresa não cumpre atempadamente as suas obrigações perante os trabalhadores no que diz respeito ao pagamento dos salários até ao prazo estipulado por lei, tendo até sido criado o hábito, por parte da entidade patronal, de pagar de forma faseada ao longo do mês sem que haja um fracionamento igualitário a todos os trabalhadores.

Assim, a entidade patronal paga em várias prestações mensais os salários dos seus trabalhadores, escolhendo uns em detrimento de outros, mantendo uma situação de injustiça e desigualdade entre os trabalhadores.

É ainda necessário salientar que no que diz respeito aos subsídios de férias e natal do ano anterior, estes ainda se encontram em divida, tendo sido feitos alguns acordos de pagamento entre os trabalhadores e a entidade patronal, mas que nunca foram cumpridos.

O PCP demonstra assim uma grande preocupação e solidariedade com a situação vivida pelos trabalhadores desta empresa, uma vez que estes se encontram numa situação de grande incerteza profissional e consequentemente numa enorme instabilidade pessoal. O PCP apela aos trabalhadores da empresa que não se resignem e que com as suas estruturas representativas lutem pelo que lhes é devido e pela reposição da legalidade.

A Concelhia de Anadia do PCP
Anadia, 16 de Fevereiro 2017

Para o topo