Num belo cenário, com a Serra da Freita em pano de fundo e o Vale de Arouca a perder de vista com a Vila sede de Concelho ali em baixo mesmo à mão de semear, decorreu a apresentação dos cabeças de lista à Câmara e Assembleia Municipal de Arouca, assim como a cinco Freguesias.

À Câmara Municipal apresenta-se Francisco Gonçalves, professor de educação física a exercer no concelho há mais de 12 anos. Para alem da carreira docente, Francisco Gonçalves é igualmente dirigente sindical e membro da Direcção Regional de Aveiro do PCP. Benvinda Gomes, trabalhadora da Portugal Telecom e também dirigente sindical é quem encabeça a lista à Assembleia Municipal.

Na sua intervenção e posteriormente no intenso e profícuo período de perguntas e respostas que se seguiu e que contou com vários jornalistas locais e regionais, Miguel Viegas resumiu as principais palavras de ordem da campanha CDU que já percorreu diversos concelhos do distrito.  
 
No próximo dia 27 de Setembro, serão eleitos 230 deputados para a Assembleia da República. Destes, 16 serão eleitos pelo distrito de Aveiro, e destes 16, é imperioso que pelo menos um seja da CDU. Um deputado eleito nas listas de uma força politica com um património ímpar de intervenção que supera largamente todas as outras forças politicas e que deveria fazer corar de vergonha qualquer dos 15 actuais deputados do PS, PSD e CDS.
 
  
 
Com um deputado da CDU, será possível um acompanhamento muito mais regular e abrangente dos diversos problemas que acontecem na região e que terão seguramente uma outra projecção na Assembleia da República. Por outro lado a CDU, com o seu profundo conhecimento da região poderá contribuir de forma mais positiva para a construção de politicas alternativas de desenvolvimento, designadamente aquelas que tem que ver com a qualidade de vida das populações e a defesa dos seus interesses. Finalmente, um deputado da CDU eleito por Aveiro, objectivo desejável e claramente possível, dará um enorme contributo para alterar a actual correlação de forças favorável às forças de capital e das politicas de direita.
 
 

Num espaço de 15 dias iremos ter primeiro as eleições legislativas e posteriormente as eleições autárquicas. Esta é uma oportunidade, segundo o candidato comunista, para afirmar o projecto CDU na sua dupla expressão nacional e local que em nada são contraditória. O projecto é apenas um só e esta campanha oferece-nos a possibilidade de evidenciar a íntima relação entre as politicas locais e nacionais, relação esta que reclama um bom resultados em ambas as eleições.

Arouca, 26 de Julho de 2009

A Comissão Coordenadora Distrital da CDU

Para o topo