Deputado do PCP, Jorge Machado, visita Castelo de PaivaAcompanhado por membros da DORAV- Direcção da Organização Regional de Aveiro e da Comissão Concelhia de Castelo de Paiva do PCP, o deputado comunista na Assembleia da Republica Jorge Machado deslocou-se na passada segunda-feira àquele Concelho, para se inteirar das condições concretas e das mudanças previstas e que se estão a operar no seu território, nos âmbitos da Educação e da Saúde.

Esta visita de trabalho iniciou-se na Junta de Freguesia de Pedorido, onde decorreu uma reunião com representantes da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas do Couto Mineiro do Pejão. Além duma exposição circunstanciada da realidade actual do referido Agrupamento, aqueles representantes referiram a enorme preocupação da generalidade dos Encarregados de Educação, pelas mudanças que o Ministério da tutela tenta impor na região, ou seja encerrá-lo na prática e concentrar toda esta importante comunidade educativa num mega agrupamento na sede do Concellho. O que teria, como é óbvio, sérias implicações na qualidade de vida e do próprio ensino, para já não falar na sobrecarga em custos de transporte que isso representaria para as autarquias locais. Foi precisamente tendo em conta essas consequências que o Grupo Parlamentar do PCP viu aprovada na Assembleia da Republica, como referiu o deputado Jorge Machado, uma recomendação no sentido de suspender este processo polémico no país, mas que o Governo PS/ Sócrates teima em não respeitar.

È deveras inconcebível que uma Escola com boas e modernas instalações, com cerca de 8 anos, como tivemos oportunidade de verificar in loco, onde se investiram milhões de euros do erário público ainda recentemente, seja assim esvaziada e desbaratada pelo Poder central. A concretizar-se tal medida centralizadora será duramente afectada a estabilidade de uma parte significativa do Concelho paivense, cada vez mais isolado e desertificado.

Deputado do PCP, Jorge Machado, visita Castelo de PaivaSeguiu-se um encontro com responsáveis do Centro de Saúde de Castelo de Paiva, que igualmente tem sido alvo de toda uma série de medidas administrativas por parte do Ministério de Saúde e da ARS Norte que têm levado à perda de valências e serviços, com evidentes prejuízos para a qualidade e prontidão na prestação de cuidados de saúde à sua população. De facto, o fecho recente do SAP por mera opção economicista, vem agravar e muito a capacidade do mesmo em situações de emergência, tendo em conta os difíceis acessos e as distâncias que separam o Concelho dos restantes serviços de urgência. O próprio Centro de Saúde debate-se actualmente com um exíguo corpo clínico que só cobre cerca de metade dos utentes e acaba por impor uma duplicação de horários aos seus profissionais.

O PCP, seja por via institucional, seja na sua actividade diária no Distrito e no Concelho, continuar-se-á a bater pela defesa destes serviços públicos essenciais, contra a sua desarticulação e a desertificação do interior do país.

Castelo de Paiva, 13 de Setembro de 2010

Comissão Concelhia de Castelo de Paiva do PCP

Para o topo