Teve lugar no passado sábado, 28 de Janeiro, a apresentação do livro "Histórias da clandestinidade" de António Gervásio. Esta iniciativa contou com a presença do autor e de Lina Maltez, de quem ficou a cargo a introdução da discussão.

Foi perante uma assistência que encheu por completo o salão do Centro de Trabalho de Espinho do PCP, que o histórico dirigente comunista alentejano relatou alguns marcantes episódios da luta clandestina que o PCP dirigiu pelo derrubamento do fascismo em Portugal.

Das perseguições e torturas da PIDE às reuniões preparatórias das greves que permitiram, em 1962, a conquista das 8 horas de trabalho diárias por parte dos operários agrícolas; da concretização da Reforma Agrária às lutas pelos direitos sociais e políticos já em plena ofensiva contra-revolucionária; foram vários os exemplos empolgantes dados por um homem detentor de um percurso de vida único e empolgante, em que se inclui a fuga da prisão de Caxias ou a saída da prisão a 27 de Abril de 1974.

Como mensagem final, António Gervásio deixou um apelo a que se continuasse a luta e o trabalho do Partido, pois como a História demonstra é pela luta que é possível derrubar até o mais difícil dos obstáculos e vencer, abrindo novas fases na vida dos trabalhadores e do povo.

Espinho, 30 de Janeiro de 2017

Para o topo