Foi inaugurada no passado sábado - 20 de Maio -, no Centro Multimeios de Espinho, a exposição do PCP que assinala o centésimo aniversário da Revolução Socialista de Outubro. A ocasião foi participada por dezenas de espinhenses que puderam tomar parte nos dois momentos da iniciativa: primeiro, o debate sobre o tema, em seguida, um concerto evocativo, pelo "Trio com Paredes de Vidro".

No debate, que contou com o dirigente comunista João Frazão como orador principal, sublinhou-se um carácter absolutamente extraordinário do conjunto de conquistas que, em todos os campos, a Revolução de Outubro trouxe não apenas à Rússia (posteriormente União Soviética), mas a todo mundo. Abordou-se ainda o indispensável contributo dado pela URSS para impedir o nazi-fascismo de proliferar à escala planetária, bem como o desequilíbrio internacional que o desaparecimento da União Soviética trouxe e como isso fez do mundo um lugar mais inseguro.

Após várias perguntas e contribuições da plateia, em torno dos direitos dos trabalhadores, da cultura ou da situação das mulheres - áreas onde é indubitável o avanço dado na sociedade soviética desde o primeiro dia - iniciou-se o momento cultural. O "Trio com Paredes de Vidro", composto por Fausto Neves, Manuel Pires da Rocha e Hugo Brito, inundaram o Centro Multimeios com os seus acordes no piano e violinos evocando alguns dos mais marcantes temas da luta revolucionária de vários pontos do mundo.

Após o êxito da abertura da exposição, cumpre informar que esta ficará patente no Centro Multimeios até dia 16 de Junho e que a entrada é livre.

21 de Maio de 2017
A Comissão Concelhia de Espinho do PCP


Para o topo