Nota de imprensa da Comissão Concelhia de Estarreja do PCP

Na passada quarta-feira, dia 10, os deputados do PCP entregaram na Assembleia da República um conjunto de perguntas, dirigidas ao Ministro da Saúde sobre a situação actual do Hospital Visconde de Salreu (HVS), cujo documento está disponível aqui.

Para além da análise que consta no documento elaborado sobre as constantes perdas de valências do HVS e consequente diminuição da qualidade de acesso aos cuidados de saúde, não só dos habitantes do concelho de Estarreja, mas também dos concelhos limítrofes, foram levantadas algumas questões, das quais se destacam:

O conhecimento por parte do governo da situação actual do HVS;

Que medidas pretende o governo tomar para garantir a continuidade das valências existentes;

Se o governo pretende repor valências desaparecidas, designadamente o serviço de urgência, e a consulta aberta;

Para quando o inicio da construção do bloco que substituirá o bloco demolido em Julho de 2015;

Qual o calendário previsto para a construção integral da obra.

Desta forma o PCP exige uma resposta clara por parte do governo sobre o futuro do HVS, dando conhecimento de quais os reais investimentos e de quais as valências que se irão manter, para posteriormente analisar se as mesmas são aquelas que as populações necessitam, logo as que garantem acesso aos cuidados de saúde que necessitam.

O PCP tem vindo ao longo dos últimos anos a alertar para os constantes ataques ao Serviço Nacional de Saúde, implementados pelos sucessivos governos e das consequências para o acesso das populações aos cuidados de saúde básicos consagrados na Constituição, nomeadamente no concelho de Estarreja através dos seus eleitos, mantendo-se ao lado das populações na luta pelos seus direitos.

Estarreja, 12 de Fevereiro de 2015

A Concelhia de Estarreja,

 

 

Para o topo