Como o PCP tem vindo a alertar ao longo dos últimos anos, o Hospital Visconde de Salreu (HVS) tem sofrido inúmeros ataques que colocam em causa a sua manutenção como Hospital. Com a diminuição de serviços e a demolição do bloco operatório com o intuito de criar uma nova unidade de cuidados paliativos, que se encontra ainda encerrada por não cumprir as exigências mínimas para pertencer à rede nacional, e com a falta de técnicos para assegurar a manutenção do serviço de internamento levanta- se, mais uma vez, a ameaça do seu possível encerramento.

Perante esta situação a deputada do PCP, Diana Ferreira, elaborou uma intervenção na Audição ao Ministro da Saúde na Assembleia da República dando ênfase à necessidade de se manter esta unidade em pleno funcionamento, uma vez que o HVS é um polo de grande importância para as suas populações e um apoio fundamental para a garantia de acesso aos cuidados de saúde consagrados na Constituição da República.

É importante salientar que, na última reunião entre o PCP e a Administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga, foi garantido que as obras realizadas na ala poente do hospital, de construção da unidade de cuidados paliativos, estariam terminadas e que esta mesma unidade faria parte da rede nacional, ainda que a construção do novo bloco operatório e a remodelação da ala nascente do hospital estivesse em causa por falta de financiamento.

O PCP relembra que a demolição do bloco operatório existente foi feita à revelia de todos aqueles que defendem a manutenção do hospital, com a contrapartida de 300 mil euros cedidos pelo executivo camarário ao Centro Hospitalar. Conclui-se assim, que o hoje o HVS não detém qualquer unidade de cuidados paliativos com as condições exigidas para pertencer à rede nacional, não detém nem irá ser construído qualquer bloco operatório ou obras de beneficiação do edifício num futuro próximo, e que será mais um edifício privado com intervenção de dinheiros públicos, sem que os responsáveis sejam chamados à responsabilidade.

Salientamos, assim, a importância da luta da população com o apoio do PCP em defesa não só do Hospital de Salreu, bem como do SNS e da alteração desta política para uma verdadeira política patriótica e de esquerda onde se possam garantir os valores de Abril.

Estarreja, 15 de Novembro de 2016

COMISSÃO CONCELHIA DE ESTARREJA DO PCP

RUA PADRE DONACIANO DE ABREU FREIRE, 41 R/C – ESTARREJA TEL. 913251943

Para o topo