A CDU apresentou, no último dia 18, os seus primeiros candidatos à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Ílhavo para as próximas eleições autárquicas de 11 de Outubro próximo, num ambiente de muita alegria, camaradagem e companheirismo, com a presença de cerca de 100 pessoas, entre militantes do PCP, independentes e militantes do Partido Ecologista “Os Verdes”. Contou, ainda, com a presença de Miguel Viegas, primeiro candidato da CDU pelo distrito de Aveiro, à Assembleia da República.
 
À Câmara Municipal, concorre como primeiro candidato Fernando Marta, professor. Já à Assembleia Municipal de Ílhavo, a lista é encabeçada por José Alberto Loureiro, aposentado, actual deputado municipal eleito nas listas da CDU, na Assembleia Municipal de Ílhavo. De realçar das várias intervenções, a confiança no trabalho feito durante todo este mandato, seja através da excelente prestação do deputado municipal da CDU, cuja presença, intervenção e proposta, é de todos bem conhecida, seja pela maior força que o concelho de Ílhavo deve e pode ter no panorama regional e nacional, não por ter um presidente que tudo seca à sua volta, nomeadamente as potencialidades do próprio concelho, mas sim pelas suas especificidades únicas, como é o caso das suas praias e a sua proximidade a Espanha, as suas zonas verdes, a sua centralidade em termos nacionais, as suas gentes, que desde tempos imemoriais, nunca tiveram medo de desafiar o futuro, construindo e lutando, fosse no mar ou em terra, por um destino melhor para si e para os seus.
 
Fernando Marta, na sua intervenção, fez questão de referir que a CDU tem todas as condições para eleger elementos para a vereação, tal como já aconteceu no passado, pois, disse, votar na CDU é votar numa força presente e consequente, que teria a sua actividade dinâmica e voz fiscalizadora no executivo municipal, sempre na defesa dos interesses dos Ilhavenses, ao contrário do que tem acontecido com PS/PSD que, pese embora alguns pormenores, pouco de diferente têm para oferecer como, aliás, foi possível constatar neste mandato que agora termina. Foi, ainda, referido que a Câmara Municipal de Ílhavo parece ter comportamentos diferentes em relação ao tratamento que dá aos munícipes. Parece haver ilhavenses de primeira e de segunda, ao mesmo tempo que parece existir demasiada proximidade entre alguns empreiteiros de construção civil, que vêem os seus projectos e licenças serem disponibilizados em tempo recorde, havendo depois outros que, fazendo as coisas pelo circuito normal, sentem que são esquecidos pelos responsáveis camarários, particularmente o vereador responsável e o presidente da autarquia, vendo os seus projectos arrastar-se, sem o desenlace célere que lhes era devido, ficando o concelho a perder, e muito, com esta diferenciação de tratamentos. 
 
Constatou-se que obras como a Piscina da Gafanha da Encarnação, o Mercado da Praia da Barra, ou o melhoramento de passeios e arruamentos, continuam a ser, apenas, promessas vãs. O Concelho continua carente de uma “Universidade Sénior”, de um Centro de Dia na Gafanha da Encarnação, de políticas direccionadas para o incentivo ao arrendamento jovem, de uma zona de apoio à Zona Industrial da Mota, da criação do “Cartão Municipal de Descontos”, de forma a dinamizar o comércio local. Estas foram questões que, durante os últimos doze anos, foram totalmente ignorados pelo executivo camarário.
 
Por fim, questionou-se onde estaria a sociedade “MaisÍlhavo”, responsável, entre outras coisas, pela reconstrução do Cinema Texas, em Ílhavo. Para a CDU, parece mais um acto no filme que é a senda propagandística deste executivo camarário que, esperemos, chegue rapidamente ao fim.
Da parte da CDU e dos seus eleitos, lutaremos por dar mais força, mais rigor e transparência à autarquia, para que todos os Ilhavenses nela possam confiar.
 
Brevemente serão apresentados publicamente os primeiros candidatos às quatro Assembleias de freguesia do concelho.

Ílhavo, 21 de Julho de 2009
Pela CDU/Ílhavo

Para o topo