APRESENTAÇÃO DOS CABEÇAS DE LISTA ÀS ASSEMBLEIAS DE FREGUESIA DO

CONCELHO DA MEALHADA

CDU

Trabalho, honestidade e competência!

São referências do que tem sido a intervenção da CDU no plano autárquico por todo o país. Hoje apresentamos nesta nossa sede de candidatura os cabeças de lista às assembleias de freguesia do concelho da Mealhada. E esse é o ponto mais importante do que aqui nos traz.

Trabalho, honestidade e competência serão lema de todos aqueles que, candidatando-se pela CDU, venham a exercer funções autárquicas após as eleições de dia 29 de Setembro.

Aqui serão dados a conhecer os cabeças de lista por Barcouço, Pampilhosa, Casal Comba, Vacariça, Luso e ainda pela agora chamada União das Freguesias da Mealhada, Ventosa do Bairro e Antes. Trabalho, honestidade e competência serão a postura destes candidatos e, por certo, de todos os outros que venham a ser eleitos.

A propósito da “união de freguesias”, uma pequena nota que é a da oposição, a da irrevogável discordância da CDU perante essa tramóia de aglutinação e liquidação de freguesias que também atingiu o nosso concelho. Não é demais lembrar que os responsáveis por isso foram o PS que negociou e assinou o pacto de agressão que apontava esse ataque ao poder local e o PSD e o CDS que, para além da subscrição do pacto, se encarregaram de, no governo e na Assembleia da República, concretizar a destruição de freguesias.

Uma garantia: a CDU e os seus eleitos prosseguirão a acção e a luta contra a liquidação de freguesias. Não damos por terminado um processo destes; assim queiram as populações, já que os partidos citados estão “entalados” com o problema e prefeririam, por certo, pôr uma pedra sobre o assunto.

A CDU ao apresentar os seus candidatos às autarquias não esquece a importância que as próximas eleições autárquicas vão ter também para a resolução dos problemas nacionais. Outros partidos com responsabilidade directa no que está a acontecer, vão, nestas eleições, tudo fazer para que as pessoas não os relacionem com a desgraça que criaram. Vão dizer muitas vezes que as eleições autárquicas são diferentes, nada têm a ver com as políticas que subjugam o país. Os candidatos desses partidos até vão dizer que não estão ligados a essas coisas! Que até discordam delas!!

Daqui dizemos: VOTAR NOS MESMOS É DEIXAR QUE TUDO CONTINUE NA MESMA. Votar nos partidos que nos conduziram até aqui é aceitar que tudo continue a ir de mal para pior. E nós, na CDU e nas forças que a compõem, dizemos que é urgente dar a volta a isto! É também por isto e de olhos postos no futuro que os nossos candidatos proclamam que, também na Mealhada, no nosso concelho, é tempo de CONFIANÇA NA CDU.

Àqueles que fazem de conta - ou não o percebem - perguntamos se isto não anda tudo ligado!

- Perguntamos se o desemprego que atinge tantas famílias do concelho não é, em decisiva medida, provocado pelas políticas dos partidos que têm estado no governo, neste e nos anteriores.

- Perguntamos se podemos esquecer isso, premiando com o voto nas autárquicas os partidos cujas políticas levam a que os nossos jovens também se vejam na contingência da emigração. (Ai não me venham dizer que nas autárquicas o que contam são as pessoas, como se os partidos que as apoiam nas suas candidaturas e que elas apoiam na sua acção política nada contassem. Como se esses partidos não tivessem interesse em ganhar freguesias e câmaras…)

- Perguntamos se não temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para contrariar as políticas que empobrecem as famílias que vivem ou trabalham nas nossas freguesias e que, por arrasto, liquidam negócios, asfixiam actividades, definham a nossa economia.

- Perguntamos se as dificuldades que enfrentam as empresas do concelho e as famílias que delas dependem, não decorrem da acção dos partidos que gostam de auto-intitular-se do arco do poder. Os aumentos da carga fiscal, a diminuição do poder de compra das famílias, não estão a provocar falências e dificuldades no concelho, da restauração, à hotelaria, das termas às nossas unidades industriais, oficinas, imprensa local ou outras?!

- Perguntamos se a redução de investimentos no concelho da Mealhada não anda ligada ao que esses partidos têm feito, desde a diminuição de verbas em PIDDAC, aos sucessivos cortes nos orçamentos autárquicos ou até ao encerramento e abandono de infraestruturas como a do ramal ferroviário Pampilhosa-Figueira.

- Perguntamos se o ataque à saúde, à escola pública, aos serviços públicos em geral, não são problemas sobre os quais temos de intervir no plano autárquico, desde logo através do voto, penalizando os responsáveis pela desgraça que tem sido feita. Perguntamos, por exemplo, se o recente encerramento de postos dos CTT, retirando condições de vida às nossas populações, criando dificuldades e promovendo o desemprego não deve fazer parte das preocupações, da acção e da luta de todos os que se candidatam dizendo querer defender o concelho e as populações.

A candidatura da CDU assume com clareza que essas coisas andam todas ligadas e que, num quadro em que o presidente da República tudo faz para que prossigam as políticas de que ele gosta mas que martirizam o país, as próximas eleições autárquicas assumem uma reforçada importância: a da penalização dos partidos que estão e têm estado no governo. É uma oportunidade para empurrar essa gente para fora do governo e afirmar a exigência de que não queremos mais do mesmo. Confiança na CDU é o que a inteligência dos que sofrem com o declínio imposto ao país e aos portugueses devem exercer.

A CDU é uma coligação. Nas nossas listas temos militantes do PCP, temos militantes do PEV e temos muitos independentes que deram já esse sinal de confiança na CDU e que eu saúdo de uma forma muito especial.

Mas, há que dizer, o projecto autárquico da CDU – Trabalho, Honestidade, Competência – não se esgota na análise e na acção contra o que são, hoje, as lamentáveis políticas dos partidos do tal arco, isto é, PSD, CDS e PS.

Sublinhando que tudo anda ligado, não nos distraímos de problemas e de anseios locais. E por isso temos discussão e propostas sobre as condições e qualidade de vida na Mealhada e nas suas freguesias; sobre os transportes; sobre a habitação; sobre os recursos naturais; sobre a actividade económica; sobre a protecção civil; sobre acessibilidades; sobre a economia; sobre a agricultura no concelho…

E aqui é muito mas mesmo muito importante a composição das listas em cada freguesia. Gente conhecedora das suas terras, das suas gentes. Gente que sabe o que está a fazer falta e que percebe o muito que ainda pode ser feito em cada uma. É assim, se me permitem, que eu descrevo os cabeças de lista que a CDU aqui apresenta. São gente assim!

São gente capaz que vai estar acompanhada por outros candidatos também capazes. É nessas listas, do primeiro dos efectivos ao último dos suplentes, que sustentaremos um trabalho ambicioso de defesa das populações e dos seus interesses em Barcouço, na Pampilhosa, em Casal Comba, na Vacariça, no Luso, na Mealhada, em Antes ou em Ventosa do Bairro. É daí que nasce também o trabalho competente que desenvolveremos ao nível concelhio, na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal.

Uma acção de defesa das populações com uma ideia interiorizada: TRABALHO, HONESTIDADE E COMPETÊNCIA.

Com estes candidatos, estamos em francas condições de apelar aos eleitores na Mealhada: CONFIANÇA NA CDU!

É tempo de votar diferente para construirmos um presente e um futuro melhores.

JL.25.07.2013

Para o topo