Murtosa

A Colónia de Ferias da Torreira (CFT), foi administrada pela Fundação Bissaya Barreto (FBB) entre 1996 e 2014 ao abrigo do acordo celebrado com o Centro Regional de Segurança Social do Centro. Teve uma missão essencialmente social, destinada a garantir a diferentes grupos etários e famílias, em situação de maior vulnerabilidade socioeconómica, o direito ao gozo de férias e lazer, em condições dignas e ambiente salutar. Pela CFT passaram mais de 50 mil utentes, traduzindo-se em cerca de 2500 utentes por ano.

A FBB era financiada pela Segurança Social, na ordem dos 100 mil euros mensais, para garantir o funcionamento da CFT, mas uma vez terminada a concessão viu-se forçada a encerrar esta instância, com evidentes consequências a vários níveis: o abandono de utentes e respectivas famílias que não tiveram solução alternativa, a desestabilização da vida de 40 trabalhadores, o abandono do edifício conduzindo à sua degradação, perda de dinamismo económico e prestígio para o concelho.

Comunicado da Comissão Concelhia da Murtosa

Conforme o compromisso assumido na reunião com pescadores na Torreira, realizada no dia 2 de Fevereiro, o Grupo Parlamentar do PCP, fez eco junto do governo, sobre os principais problemas e preocupações que afectam a sua actividade, designadamente:

- A preocupação com a destruição da Ria e seus recursos, nomeadamente as maternidades naturais, por arrastões que operam de forma ilegal na Ria, por incapacidade de intervenção dos serviços de fiscalização;

- A marcação das áreas para instalação de viveiros de ostras, uma vez que foram marcados os locais mais usados pelos pescadores na sua actividade;

- A emissão de licenças que nos últimos anos não têm sido emitidos para pescador, mas apenas de mariscador. Como os pescadores têm autorizações para a captura de bivalves, na prática, acabam por desenvolver as mesmas actividades. Contudo não só o preço das licenças é diferente como as obrigações legais são também diferentes.

Realizou-se na Freguesia da Torreira, no dia 5 de Março, a primeira Assembleia da Organização Concelhia da Murtosa do PCP. No decurso desta significativa Assembleia, os comunistas murtosenses discutiram e aprovaran a Resolução Política que abaixo se transcreve.

No encerramento desta Assembleia, que incluiu igualmente um animado jantar e convívio, Tiago Vieira, membro do Comité Central do PCP, numa breve intervenção, saudou e enquadrou esta importante iniciativa no actual contexto político, caracterizado, por um lado, pela extrema degradação da situação económica e social, em consequência do rumo de desastre e empobrecimento que o Governo PSD / CDS teima em prosseguir e, por outro, pela luta e resistência crescentes das mais amplas camadas a essa despudorada ofensiva.

Nota de Imprensa da Comissão Concelhia da Murtosa do PCP

EM DEFESA DA COLÓNIA DE FÉRIAS DA TORREIRA!

Uma das principais Instituições do Concelho da Murtosa - a Colónia de Férias da Torreira – que tem prestado relevantes serviços e apoios sociais, ao longo dos últimos anos, depois da perda de várias valências, está na iminência de fechar com todas as consequências dramáticas que daí advêm.

Desde logo para todos os utentes, mais de 2.500 crianças, jovens, pessoas com deficiência e idosos, que a ela têm recorrido, sobretudo oriundos do nosso Concelho, com sérios problemas sociais e que se tendem a agravar em resultado das políticas de governos sucessivos potenciadoras do desemprego e da maior precariedade.

Concentração de pescadores na Torreira

Depois de longas semanas de interdição da pesca de bivalves na Ria de Aveiro, em muitos casos o único ganha-pão de centenas de mariscadores e suas famílias, os pescadores da Torreira encontram-se numa situação cada vez mais difícil a que é urgente pôr cobro.

Por isso mesmo e muito justamente manifestaram ontem a sua profunda revolta e indignação, num grande desfile de dezenas de embarcações na Ria, face a esta proibição baseada em análises com contornos duvidosos, uma vez que os próprios pescadores dispõem de outros dados que as contrariam.

Numa região e num concelho profundamente afectado por políticas restritivas dos vários governos, ainda mais agravadas com o pacto de agressão assinado por PS, PSD e CDS, que fazem alastrar a pobreza e a exclusão social, a presente interdição põe em sério risco a subsistência de toda a comunidade piscatória, já que não existe qualquer compensação por tão longa paragem.

Jorge VieiraCâmara Municipal:

Jorge Vieira, 56 anos, natural de Moçambique e residente na Murtosa desde 1994. Psicólogo Escolar no Agrupamento de Escolas da Murtosa há 28 anos. É licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra. Concorreu às eleições autárquicas de 2009 encabeçando as listas CDU pela primeira vez e este ano volta a candidatar-se para o mesmo cargo nas presentes autárquicas.

 

João Gomes da SilvaAssembleia Municipal:

João Gomes da Silva, 49 anos, natural e residente em Bunheiro. É o Chefe de Secção do ramo de Campismo e Alojamentos.

É membro do Partido Ecologista " Os Verdes " e foi igualmente primeiro candidato à Assembleia Municipal da Murtosa na lista da CDU nas últimas eleições autárquicas.

 

 

Confiança na CDU

Momento de Balanço e de olhar para o futuro

No momento de preparação das próximas eleições autárquicas surge a importante tarefa de reflectir sobre o concelho, de fazer o balanço do trabalho desenvolvido e traçar as linhas de trabalho a desenvolver no futuro.

Mas não só. É importante compreender as consequências económicas e sociais das políticas de direita, conduzidas alternadamente pelo PSD, CDS e PS, que o pacto de agressão com a troika estrangeira está a aprofundar e agravar. É importante relembrar que foi o PSD e o CDS que trava uma batalha contra o poder local democrático.

CDUA Comissão Coordenadora da CDU da Murtosa reuniu recentemente e procedeu à análise da situação política nacional e local.

São cada vez mais visíveis também no Concelho as sérias consequências económicas e sociais das políticas recessivas dos últimos governos que o pacto de agressão, assinado por PS, PSD e CDS com a troika estrangeira e o rumo de desastre e verdadeiro terrorismo do governo Passos e Portas só estão a aprofundar e a agravar.

Tal como em todo o país, também aqui na Murtosa agravam-se e muito os problemas económicos e sociais. Decorrente da política de direita de sucessivos Governos, a actual situação deteriora-se a olhos vistos, ainda mais agora em consequência do dito “memorando de entendimento”, verdadeiro Pacto de Agressão que PS, PSD e CDS assinaram com a troika estrangeira e que nos estão a sufocar literalmente e que é urgente travar e rejeitar.

Decorreu ontem na Torreira a apresentação dos cinco primeiros candidatos da CDU às próximas eleições legislativas de 28 de Setembro. Nesta apresentação onde participaram largas centenas de militantes e simpatizantes da CDU no habitual convívio regional organizado anualmente neste período, marcou presença Jerónimo de Sousa, Secretario Geral do Partido Comunista Português.

Para o topo