Miguel Viegas, cabeça de lista da CDU às próximas eleições legislativas fez questão de estar presenteA lápide cravada na parede mesmo no centro da Vila de Válega por iniciativa da ALDA, Associação da Lavouro do Distrito de Aveiro, recorda os acontecimentos de 15 de Maio de 1939: "Neste local, foram mortos Jaime da Costa e Manuel Maria Valente de Pinho por uma força militar que investiu contra o povo de Válega que se opôs ao corte das videiras de vinho americano".

Em plena ditadura fascista, o vinho tinha uma importância fundamental para a pequena agricultura familiar. A imposição do corte das videiras de vinho americano, em claro benefício dos grandes produtores de vinho da Bairrada, representava uma autêntica machadada para milhares de pequenos produtores. O povo revoltou-se, armou-se com alfaias agrícolas, cercou os militares no adro da igreja e os sinos tocaram a rebate. Os reforços não tardaram. A população atirou pedras, a resposta foi dada com tiros. Houve mortes, feridos e presos.

Como sucede todos os anos, a Alda, esteve mais uma vez em Válega para assinalar este dia, homenageando aqueles que tombaram, procurando também que o seu exemplo perdure e sirva às novas gerações em luta pela sobrevivência da agricultura, numa momento marcado por fortíssimos ataques à nossa soberania.

Miguel Viegas, cabeça de lista da CDU às próximas eleições legislativas fez questão de estar presente nesta homenagem, numa clara demonstração de solidariedade e apoio às pequena e média agricultura. Portugal não pode continuar a importa mais de 80% dos alimentos que consome. Portugal precisa de produzir, mas para tal são necessárias outras politicas completamente diversas das actuais que levaram o nosso pais à actual situação. Politicas de investimento público fundamentais para o desenvolvimento da nossa agricultura, com apoios à produção ao nível do crédito e dos factores produtivos, com uma firme intervenção junto da grande distribuição que esmaga os preços pagos ao produtor sugando os frutos do seu trabalho.

Ovar 15 de Maio de 2011

A Comissão Concelhia de Ovar do PCP

Para o topo