ÁGUAS DE S. JOÃO

A Águas de S. João, empresa municipal que fornece a água à cidade, continua de modo irregular sem orçamento para o ano em curso. É uma situação incompreensível que o executivo não explica.

O PREÇO DOS LIXOS E DA ÁGUA

Devido a decisão da Câmara, vamos passar a pagar mais caro, todos os meses, a recolha do lixo. Isto apesar de nos empenharmos em separar, cada vez mais, os resíduos para reciclar, diminuindo a quantidade de lixos a tratar em aterro. Em nome da transparência, o município tem a obrigação de explicar a necessidade dos novos aumentos.

Tomamos conhecimento, pela comunicação social, do aumento dos custos com o tratamento de águas residuais da ETAR de Salgueiro, cuja exploração se encontra entregue a uma empresa privada. A CDU manifesta preocupação sobre a eventual incidência do aumento destes custos no preço da água ao consumidor. O Município de S. João da Madeira, pratica preços altos, tendo em conta as suas especificidades: consumo elevado relativamente à área, captações próprias e rede de água concluída. A prova do elevado preço que os utentes pagam são as avultadas somas que o município e o acionista arrecadaram, desde que a empresa foi criada, em lucros e royalties (comissões sobre as vendas).

 

5 de fevereiro de 2018
A Comissão Coordenadora de S. João da Madeira da CDU

Para o topo