Prosseguindo a sua linha economicista, sem atender às gravíssimas consequências da sua decisão, a administração dos CTT veio divulgar mais um número significativo de encerramentos de postos dos correios em todo o país, entre eles na Freguesia de Paços de Brandão.

Trata-se de um novo ataque ao funcionamento dos serviços públicos, de resto inserida na privatização dos CTT, decidida pelo Governo PSD /CDS e que tem levado à degradação e constantes atrasos do serviço postal, afectando toda a população, ao despedimento dos seus trabalhadores, sem olhar a meios para atingir o seu único objectivo: maximizar os lucros em benefício exclusivo dos accionistas

O serviço público de correios é essencial para as populações. Nunca devia ser objecto de negócio ou privatização, contra a qual o PCP sempre lutou, que é sinónimo, como se está a ver, de todo o rol de malfeitorias, encerramento de Estações e postos de atendimento dos CTT, degradação do serviço e despedimentos.

No caso específico de Paços de Brandão, sendo uma freguesia densamente povoada e industrializada, o eventual fecho do balcão dos correios é ainda mais grave se pensarmos na população mais idosa e carenciada, portanto com mobilidade reduzida, num concelho em que a rede de transportes públicos é manifestamente deficitária.

Urge pois travar e reverter este processo escandaloso de encerramentos, em que o governo central e as próprias autarquias têm uma palavra a dizer, bem como as populações afectadas, em defesa do serviço público e universal dos correios, pela existência e manutenção dos postos de atendimento dos CTT próximo das populações.

Stª Mª da Feira, 3 de Janeiro de 2018
Comissão Concelhia de Stª Mª da Feira do PCP

 

Para o topo