Santa Maria da Feira

Comissão Concelhia de Stª Mª da Feira do PCP

Nas últimas semanas o Concelho tem sido notícia por uma vaga de assaltos, ocorridos não só contra moradores, habitações particulares e estabelecimentos comerciais, mas igualmente contra agências bancárias e serviços públicos, criando uma crescente apreensão e justos sentimentos generalizados de insegurança junto da população.

Não se tratando de um caso inédito no país, porém, esta sucessão preocupante de crimes e ocorrências violentas tem, por certo, além de um conjunto complexo de razões, muito a ver com a degradação da situação económica e social e com a profunda crise que atinge cada vez mais portugueses, causada pela política de direita dos governos do PS, PSD e CDS, dos PEC e das troikas.

Documento da CDU de Stª Mª da Feira

Transcreve-se o Plano Verde Municipal, agendado e apresentado pela CDU na última reunião da Assembleia Municipal de Stª Mª da Feira,rejeitado pela maioria PSD apesar de
concordar com os seus princípios.


Plano Verde Municipal


 (Contributo para)

Dizem-nos os botânicos que outrora Portugal foi um território coberto de florestas de carvalhos, sobretudo nas regiões a norte do Tejo. A Beira Litoral, território em que nos integramos, era uma floresta de carvalho-roble no entanto, quem percorre o nosso território e paisagens tem alguma dificuldade em encontrar vestígios dessa floresta do passado. O carvalho-roble (vulgarmente conhecido por carvalho-alvarinho) de certa forma o exemplo mais paradigmático da destruição que foi feita ao longo dos anos do património florestal autóctone em Portugal. No caso da Feira restam muito poucos exemplares monumentais, existindo no entanto a mata das “Guimbras” um bosquete maioritariamente constituído por carvalhos.

Para o topo