Ao arrepio da tradição democrática dos aveirenses,

Pelo seu interesse, transcreve-se nota distribuída à imprensa pela União dos Sindicatos de Aveiro em 16 de Abril de 2015. Neste documento revela-se, de novo, o carácter inédito, intolerante, anti-democrático, fascizante e retrógrado de parte do actual executivo da Câmara Municipal de Aveiro.

CÂMARA MUNICIPAL DE AVEIRO VOLTA A RECUSAR PALCO

PARA AS COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL E DO 1º MAIO

Pelo segundo ano consecutivo o Executivo PSD/CDS na Câmara Municipal de Aveiro tenta criar dificuldades à Organização das Comemorações Populares do 25 de Abril e do 1º Maio, na cidade de Aveiro.

Com efeito, após 41 anos do 25 de Abril, o Executivo Municipal age como se fosse dono dos palcos e da Cidade e não como gestor dos bens que são de toda a comunidade.

Pelas posições assumidas, a actual maioria PSD/CDS na Câmara Municipal de Aveiro, demonstra que politicamente convive muito mal com o que estas datas representam no derrube do fascismo e na libertação dos trabalhadores e do povo.

Pode o Executivo Municipal estar certo, e os Democratas do distrito seguros, que em momento algum a União de Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, abdicará de combater e de denunciar as tiranias e os tiranos bem como da luta em defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo e na afirmação dos direitos e liberdade conquistados com o 25 de Abril.

Nesse sentido, exortamos todos os Democratas do Concelho de Aveiro a participarem activamente nas Comemorações populares do 25 de Abril, que se vão realizar na Praça Joaquim Melo e Freitas, pelas 15 horas.

O povo unido jamais será vencido!

 

Para o topo