Delegação do PCP em visita à ExpoflorestalMiguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu, acompanhado de diversos dirigentes locais e regionais do Partido esteve este fim de semana na Expoflorestal em Albergaria-a-Velha, iniciativa dedicada à floresta portuguesa e às suas potencialidades.

O grupo parlamentar do PCP no Parlamento Europeu, que ainda recentemente dedicou um semana inteira de visitas dedicada a este tema, defende há muito a necessidade de uma verdadeira política florestal que permite explorar o seu enorme potencial nas suas várias vertentes, económica, social e ambiental.

Conforme ficou demonstrado nos debates, a verdade é que a floresta nunca mereceu a devida atenção por parte dos sucessivos governos que se limitaram apenas a legislar em função dos interesses da indústria papeleira. As consequências estão à vista com o aumento na mancha de eucalipto que coloca em causa o desenvolvimento sustentável do nosso território e na nossa floresta autóctone.

O PCP defende uma política florestal adaptada à nossa realidade e não saída de qualquer manual de silvicultura. Uma política que tenha em conta a grande dispersão da propriedade florestal bem como da importância dos baldios e que promove, apoie e dê meios efetivos ao movimento associativo no sentido de serem construídas as soluções adequadas a uma floresta sustentável que dê resposta às necessidades do país que importa toneladas de madeira, e dê condições aos produtores para uma remuneração condigna do seu trabalho e do seu investimento.

Contudo a realidade é bem distinto e não augura nada de bom. O facto de termos deixado de ter uma Secretaria de Estado para as florestas é apenas mais um sinal que confirma a completa indiferença deste Governo relativamente à floresta e suscita a necessidade de romper com estas políticas e pôr em pratica uma verdadeira política patriótica de esquerda como a que o PCP propõe para o País.

Para o topo