agricultura

agricultura

  • Deputado do PCP no Parlamento Europeu Miguel Viegas apresenta em Ovar iniciativa pela reposição das quotas leiteiras

    Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu esteve reunido em Válega (concelho de Ovar) com produtores a quem deu conta da última iniciativa do PCP no Parlamento Europeu em defesa  da produção leiteira nacional.

    Contextualizando a proposta, o deputado comunista fez um pequeno historial das sucessivas revisões da PAC, Política Agricola Comum, todas elas orientadas para os mercados e todas elas realistas com o apoio dos sucessivos governos de Portugal.

    Numa opção claramente liberal visando desmantelar todos os instrumentos públicos de regulação da produção, a União Europeia decidiu acabar com o regime de quotas leiteiras que garantia a cada país o direito a produzir e a garantir assim a sua soberania alimentar. O fim das quotas leiteiras provocou um aumento imediato da produção no norte e centro da Europa, criando um excedente que provocou uma baixa de preços que ameaça neste momento todo o sector leiteiro nacional.

  • Candidatos CDU solidários com agricultores da Marinha

    Miguel Viegas e António Macedo estiveram em representação da CDUNuma acção de solidariedade com os agricultores, Miguel Viegas e António José Macedo, ambos candidatos da CDU às próximas eleições legislativas, estiveram este fim de semana na Marinha (freguesia do concelho de Ovar), onde tiveram oportunidade de verificar os elevados prejuízos causados pala invasão das águas salgadas da ria de Aveiro nos extensos campos de milho.

  • CDU alerta para a poluição do rio Cértima e exige medidas de valorização da Pateira de Fermentelos

    Uma delegação da CDU composta por Ana Valente, candidata da CDU às próximas eleições legislativas, Alice Caetano da Direcção da Organização Regional de Aveiro e vários activistas do concelho de Águeda estiveram em contacto com a população de Barrô, Águeda. A visita, que contou também com a presença de um movimento de cidadãos mobilizados na defesa do rio Cértima permitiu ter conhecimento da situação actual desta bacia hidrográfica, que terá sido muito recentemente alvo de novas descargas ilegais. A isto junta-se a falta de gestão adequada deste curso de água, e a falta de medidas de despoluição necessárias e justamente exigidas pelas populações.

  • CDU apoia agricultura familiar a circuitos curtos de comercialização

    Miguel Viegas, acompanhado por João Sousa, ambos candidatos da CDU às próximas eleições legislativas estiveram na Feira da Palhaça, em Oliveira do Bairro em contacto com pequenos produtores. A CDU tem propostas muito concretas para defender a pequena e média agricultura familiar e os circuitos curtos de comercialização. O encerramento dos hipermercados ao domingo e a negociação do próximo plano estratégico que irá regular a aplicação da Política Agrícola Comum em Portugal são duas prioridades da CDU considera fundamentais para salvaguardar e promover o mundo rural.

  • CDU defende recuperação da Estação Vitivinícola da Bairrada

    Miguel Viegas, candidato da CDU às próximas eleições legislativas, acompanhado de Rui Bastos eleito local da CDU, esteve reunido com a Comissão Vitivinícola da Bairrada. Depois da reunião realizou-se uma visita à Estação Vitivinícola da Bairrada que está profundamente degradada. Desta reunião ficou o compromisso de tudo fazer para recuperar esta estação e colocá-la ao serviço dos produtores da região. A criação de um centro de competência do espumante da Bairrada, reclamada há muito pelo sector, estará igualmente na lista de prioridades do candidato da CDU.

  • CDU lamenta que os fundos do desenvolvimento rural deixem de fora 94% dos agricultores

    A CDU considera o sector agrícola como prioritário para o Distrito. Miguel Viegas, que foi deputado e membro da Comissão dos Assuntos Agrícolas do Parlamento Europeu teve uma profusa intervenção nesta matéria reunindo com agricultores, visitando explorações e organizando debates com técnicos, académicos e produtores. A CDU analisou os fundos do desenvolvimento rural atribuídos à região de Aveiro no actual quadro comunitário e concluiu que os mesmos não estão a ser devidamente aplicados. Existe uma excessiva concentração das ajudas que estão a ser canalizadas para grandes empresas em detrimento das mais frágeis. Por outro lado, investimentos tão importantes como a valorização dos nossos recursos endógenos e do nosso património genético estão completamente arredados de qualquer apoio. Estas são razões que reforçam a necessidade de eleger um deputado da CDU por Aveiro que poderá contribuir para uma melhor aplicação dos fundos comunitários que neste caso não estão ao serviço do desenvolvimento da região.

  • CDU organizou sessão sobre circuitos curtos de produção e comercialização

    A CDU organizou ontem um debate sobre circuitos curtos de produção e comercialização. Participaram na sessão, que decorreu na Horta Comunitária de Esgueira, Miguel Viegas, candidato da CDU às próximas eleições legislativas e a Prof. Elisabete Figueiredo, da Universidade de Aveiro que introduziu o debate. A CDU defende um novo modelo de produção agrícola assente na pequena e média agricultura local e nos circuitos curtos de comercialização. Os contributos recolhidos durante a sessão vindos de agricultores, pequenos empresários e activistas ambientais permitiram centrar melhor as propostas da CDU neste domínio que assentam numa melhor distribuição dos apoios da PAC, no aumento das rubricas orçamentais dedicadas aos circuitos curtos agro-alimentares e em melhorias ao nível da fiscalidade e da legislação sobre licenciamentos e rotulagem. A necessidade de promover o consumo público de bens alimentares produzidos localmente por parte das autarquias, é outro eixo fundamental.

  • Deputado do PCP de visita à CALCOB

    Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu e candidato pelo distrito de Aveiro às próximas eleições legislativas, esteve de visita à CALCOB – Cooperativa Agrícola de Oliveira do Bairro e Vagos, CRL. Esta importante cooperativa, localizada em pleno “coração” da Bairrada, foi criada em 1975, quando um grupo de agricultores sentiu necessidade de se criarem novas alternativas para a agricultura da região. Hoje apresenta cerca de 4850 sócios e emprega perto de 100 trabalhadores.

  • Deputado do PCP de visita ao distrito

    Miguel Viegas, deputado do PCP ao Parlamento Europeu, esteve, sexta-feira, mais uma vez presente no distrito de Aveiro. A manhã foi passada em Oliveira de Azeméis, na Escola Secundaria Ferreira de Castro, onde participou num debate sobre a União Europeia com cerca de uma centena de alunos, maioritariamente do 12 ano. Questões como o alargamento da UE, a crise dos refugiados ou o crescimento de fenómenos populistas e xenófobos foram aqueles que suscitaram maior debate nas quase duas horas que durou a iniciativa que contou igualmente com a presença de Renata Costa, dirigente nacional da Juventude Comunista Portuguesa.

  • Deputado do PCP no Parlamento Europeu de visita ao distrito de Aveiro

    Miguel Viegas, deputado do PCP ao Parlamento Europeu esteve, quarta-feira, mais uma vez, no distrito de Aveiro, procurando assim manter um contacto tão estreito quanto possível com as realidades sociais e económicas da região. A deslocação ao distrito incluiu uma visita à KiwiCoop, em Oliveira do Bairro, exemplo demonstrativo que Portugal tem enormes potencialidades que precisam de políticas adequadas para poderem contribuir para o desenvolvimento da região e inverter a actual trajetória de empobrecimento e de dependência.

  • Intervenção no Baixo Vouga necessária para salvaguardar a atividade produtiva

    Na Assembleia da República, o PCP, através do deputado João Ramos que, recentemente, visitou o Baixo Vouga Lagunar, questiona o governo sobre a necessidade de intervenção no Baixo Vouga com o objetivo de salvaguardar a atividade produtiva na agricultura.

     

    Assunto: Intervenção no Baixo Vouga necessária para salvaguardar a atividade produtiva

    Destinatário: Min. da Agricultura e Mar

    Ex. ma Sr.ª Presidente da Assembleia da República

    A falta de conclusão das infraestruturas do Baixo Vouga Lagunar (diques para proteção das águas salgadas, sistemas de drenagem e emparcelamento rural) que envolvem 12 000 hectares de solo, têm tido como consequência o avanço das águas salgadas, a perda de terrenos agrícolas devido à salinização dos solos e a quebra de rendimento dos agricultores.

    A falta de construção dessas infraestruturas, associada às intervenções de afundamento do canal da barra de Aveiro para melhorar o acesso ao porto comercial, vai facilitando a entrada de água salgada e têm levado a que o nível das marés tenha já subido cerca de 40 centímetros, segundo os agricultores. Não contestando a necessidade de intervir para melhorar as condições de operacionalidade do porto, importa sublinhar que, nessa intervenção, não pode deixar de ser salvaguardada outra atividade económica importante – a agricultura.

    Os solos do Baixo Vouga são dos melhores e mais produtivos do país. Naquela zona produz-se milho, feijão batata, carne e leite. Com exceção do caso do leite, o país é deficitário em todos estes produtos ou até altamente deficitário como no caso dos cereais. Também por razões que se prendem com a necessidade de reduzir as importações aqueles territórios são de uma importância estratégica.

  • PCP questiona Governo sobre o avanço da água salgada sobre terrenos agrícolas no Baixo Vouga Lagunar

    Terrenos do Baixo Vouga lagunar ameaçados com a salinização

    A salinização dos terrenos agrícolas do Baixo Vouga lagunar preocupa os agricultores desta região. O PCP, perante a não conclusão do dique de limitação das águas salgadas, o incumprimento de resoluções da AR sobre esta matéria e o risco de salinização que esses terrenos correm na sequência da intensa pluviosidade que se tem vindo a verificar, questiona o Governo, na sequência de denúncia da Associação da Lavoura do Distrito de Aveiro (ALDA).

     

     

    Ver Pergunta 1761/XII/2

    Assunto: Baixo Vouga Lagunar - avanço da água salgada sobre terrenos agrícolas

    Destinatário: Min.  da  Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território

    Ex. ma Sr.a Presidente da Assembleia da República

    O PCP acompanha há muito a questão do aproveitamento hidroagrícola do Baixo Vouga. Perguntas efetuadas em 2001, 2007, 2010 e um projeto de Resolução de 2012, foram acompanhando e reclamando a necessidade de implementação do projeto de viabilização agrícola do Baixo Vouga Lagunar. O Projeto de Resolução no 163/XII-1a (PCP) foi discutido (e rejeitado) conjuntamente com outros dois do PSD e do CDS, estes aprovados e que deram origem à Resolução da Assembleia da República nº. 7/2012 e à Resolução da Assembleia da República nº. 8/2012.

  • Solidariedade com a justa luta dos agricultores

    Hoje teve lugar em Aveiro mais uma importante acção de protesto de agricultores, organizada pela Associação da Lavoura do Distrito de Aveiro (ALDA).

    Nesta acção, que contou com a participação de dezenas de tractores e mais de uma centena de agricultores de vários pontos do distrito, ficou clara a indignação desta importante camada da população.

    Dirigidos ao Governo, os protestos exigem sobretudo que sejam criadas as condições para a protecção dos produtores de leite, carne e batatas, aumentando-se o preço de compra ao produtor e criando incentivos para redução do custo ao consumidor. No fundo, que se contrariasse o rumo de acumulação de lucros que os grandes grupos económicos vêm conquistando, à custa da ruína dos produtores.

  • Solidariedade com os produtores de batata e a sua luta

    Esta acção foi promovida pela ALDA e contesta o esmagamento dos preços à produçãoTeve lugar na manhã de hoje, em Oliveira do Bairro, uma concentração de protesto dos produtores de batata dos concelhos da região.

    Esta iniciativa, promovida pela Associação de Lavoura do Distrito de Aveiro e Comissão de Produtores de Batata da Região de Aveiro, com o apoio da Confederação Nacional da Agricultura, foi mais uma demonstração da necessidade de uma inversão nas políticas agrícolas que são implementadas no nosso país há várias décadas.

  • Vergonha, incúria e desprezo pelos agricultores do Baixo Vouga lagunar

    Agostinho Lopes a observar arrombo num talude de protecção próximo do esteiro de CanelasA falta de conclusão dos diques de defesa definidos no Projecto do Bloco do Baixo Vouga Lagunar mantém expostos à erosão os taludes de protecção existentes, infraestrutura frágil que não é poupada com a forte pluviosidade que se tem verificado. Esta é uma questão central que deverá merecer resposta por parte de PS/PSD e CDS que, ao longo de mais de 30 anos, foram responsáveis e dispuseram de meios apontando para tal obra que se encontra incompleta por falta de recursos ou vontade, conforme Agostinho Lopes, membro do Comité Central do PCP e com uma extensa experiência parlamentar e profundo conhecedor desta matéria, denuncia.

  • Visita do deputado João Ramos a Ovar e ao Baixo Vouga Lagunar

    Na segunda-feira, 17, o Deputado do PCP na AR, João Ramos, contactou os agricultores da zona da Marinha de Ovar e de Estarreja, onde foi colocado, entre outras questões, o problema da inundação dos campos com as águas da Ria e a urgência da construção do dique do Baixo Vouga Lagunar. O PCP, no âmbito da intervenção institucional voltará a colocar estas questões na AR.

    2014-02-19

Para o topo