Miguel Viegas e Ana Valente, ambos candidatos da CDU às próximas eleições legislativas estiveram reunidos com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo-Vouga. A defesa de um Serviço Nacional de Saúde público universal e gratuito passa pela valorização do centro hospitalar do Baixo Vouga que sofreu uma forte erosão sobretudo no período da Troika de má memória. Sendo certo que a nova solução governativa permitiu inverter a degradação dos serviços de saúde e em particular da rede hospitalar, não é menos verdade que permanecem carências de vária ordem, seja ao nível dos recursos humanos, seja ao nível da infraestrutura física.

Segundo o conselho de administração do Hospital, a prioridade está na infraestrutura que é exígua e em alguns sectores e hospitais encontra-se fortemente degradada e a necessidade de obras de requalificação. As obras planeadas para o Outono no serviço de urgências do Hospital de Águeda, ou a perspectiva de se ampliar o actual hospital com a construção de uma unidade de ambulatório nos terrenos do actual estádio Mário Duarte constituem elementos positivos cuja concretização a CDU não deixará de acompanhar. Contudo, a CDU continua a defender um serviço de urgência básica no Hospital de Salreu, hipótese que é negada pela tutela, que contrapõe a construção de uma unidade de cuidados continuados. A falta de recursos humanos que afecta a generalidade do SNS implica muitas horas de trabalho extraordinário do pessoal médico e de enfermagem e o recurso a empresas de trabalho temporário. Esta situação, denunciada pelos profissionais, tem sido atenuada com a contratação de novos médicos que vão chegando a conta gotas, preenchendo vagas abertas há anos.

Segundo Miguel Viegas: "Para a CDU estas visitas servem para valorizar o nosso Serviço Nacional de Saúde. Continuamos a defender que as três unidades hospitalar de Salreu, Aveiro e Águeda deveria estar apetrechadas com uma carteira mínimo de serviços que garantam uma resposta de qualidade 24 horas e 7 dias por semana. Vamos daqui com sinais positivos. Está em curso a criação de um laboratório de hemodinâmica, as obras nas urgências de Águeda irão avançar em Setembro e haverá condições para a ampliação do hospital de Aveiro que está a rebentar pelas costuras. Estaremos por isso atentos ao desenrolar da situação e esperamos que isto não sejam apenas promessas pré-eleitorais".


Aveiro, 24 de Julho de 2019
Gabinete de Imprensa CDU

 

 

Para o topo