Nem Um Direito a Menos!

Chegou ao conhecimento do PCP mais um caso de atropelo aos direitos dos trabalhadores no distrito de Aveiro, desta feita na empresa Jade, em Albergaria.

A Jade, empresa de acessórios de luxo, forçou os trabalhadores a «gozar» as férias a que tinham direito, entretanto accionou o lay-off parcial e ainda tem parte dos trabalhadores em teletrabalho recusando o pagamento do subsídio de alimentação. Alguns trabalhadores terão já centenas horas de trabalho acumuladas em banco de horas e ainda assim a empresa terá recusado o uso dessas horas para descanso dos trabalhadores.

Na Jade acreditamos que a qualidade se faz em equipa. «Em cada colega temos um amigo.» Assim se apresenta a empresa ao exterior, no entanto a realidade é bem diferente.

O PCP exorta os trabalhadores a não renunciar aos seus direitos e junto com o seu sindicato de classe, reivindicar o cumprimento da legislação em vigor. Os direitos não estão de quarentena!

Gabinete de Imprensa DORAV
Aveiro, 28 de Maio de 2020

 

Para o topo