No final da passada semana, o presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Ribau Esteves, veio anunciar alterações aos horários dos autocarros da Movebus ( Transdev), procurando silenciar a contestação dos muitos utentes dos transportes públicos de Aveiro que se viram lesados no processo de extinção da MoveAveiro e concessão à Transdev.

Sem prejuízo de uma análise mais aprofundada a estas alterações e respectivo comentário, o PCP não pode deixar de assinalar que a par com as ditas alterações de horários houve graves alterações de preços!

Na verdade, o que antes era um bilhete de ida e volta no período de 24 horas, passou a ser de apenas ida. E a tarifa de compra a bordo para crianças e idosos que era de 1,50€ passou a 2,00€!

Relembramos que já no passado foi alertado pelo PCP que este era um sistema de bilhética desadequado (se não for a bordo, só podem ser adquiridos 10 títulos de cada vez) e que há uma enorme escassez de pontos de venda de bilhetes, levando a que muitos utentes não tenham alternativa se não adquirir bilhetes a bordo, no que constitui uma verdadeira armadilha para os utentes, agora com consequências ainda mais graves!

Assim sendo, sublinha-se a actualidade das propostas feitas pelo PCP em sede Assembleia Municipal e rejeitadas por PSD e CDS (com a abstenção do PS), designadamente através da tomada de medidas para regresso aos preços anteriores (impedindo qualquer aumento de preço), bem como aumentar o número de pontos de venda, com horários mais alargados.

O PCP apela à população do concelho de Aveiro que não se resigne e se faça ouvir na defesa de uma política que garanta uma estratégia de mobilidade que favoreça a cidade e os utentes, algo que implica melhores transportes, rejeição de qualquer aumento de custo e maior acesso aos títulos de transporte e a informação relevante.

Aveiro, 7 de Março de 2017
A Comissão Concelhia de Aveiro do PCP

Para o topo