Ao longo desta semana, as organizações concelhias do PCP vêm realizando múltiplas acções de contacto junto das escolas do 1º ciclo do distrito de Aveiro.

Nestas iniciativas os militantes comunistas contactam com os pais dos alunos do 1º ano de escolaridade que usufruem da gratuitidade dos manuais escolares, decorrente do Orçamento do Estado para 2016, nele inscrita no OE 2016 por proposta do PCP na sequência da Posição Conjunta entre PCP e PS, tem um grande impacto na vida das famílias que dela beneficiam e constitui um importante sinal de inversão da lógica da educação como despesa (em muitos casos incomportável) que contribui para o abandono escolar.

Como assinalado no panfleto nacional do PCP, importa agora alargar esta medida, expandindo-a a outros anos e outros ciclos por forma a que se torne universal.

Sem prejuízo da necessária continuidade da luta pela Escola Pública, Gratuita e de Qualidade para todos que a Constituição da República consagra, a gratuitidade dos manuais escolares é uma prova de que vale a pena lutar e vale a pena dar cada vez mais força ao PCP, força determinante na sociedade portuguesa na luta por uma País justo e soberano.

Aveiro, 14 de Setembro de 2016
O Gabinete de Imprensa da DORAV do PCP

Para o topo