O PCP nas últimas décadas veio sempre alertando e tomando posições em defesa do Hospital Visconde de Salreu, tanto com iniciativas locais como na Assembleia da República, o PCP levou os anseios e necessidades da população de Estarreja, através de diversas perguntas a vários ministros da saúde.

A situação actual em que se encontra o nosso hospital tem responsáveis!

Em 2008 o então presidente da Câmara Municipal de Estarreja, José Eduardo Matos (PSD), garantia que as urgências não fechariam enquanto os protocolos assinados, em Julho de 2007, com o ministério da saúde não fossem cumpridos (não foram!!), ora não fosse vice-presidente da comissão da saúde na Assembleia da República (2005-2009) e no anterior mandato tinha sido Secretária de Estado da saúde, a actual presidente da Assembleia Municipal de Estarreja, Dra. Regina Bastos (PSD).

No entanto o autarca permitiu que se encerrassem as urgências e que se passasse à consulta aberta, que posteriormente veio a encerrar no Hospital em Abril de 2014, pelo governo PSD/CDS. Dar nota que em 2011 foi prometido pelo então Secretário de Estado Óscar Gaspar (PS), a construção de um novo Hospital e que as obras arrancariam em abril de 2012...

Em 2018, um grupo de cidadãos lançou um novo abaixo-assinado, iniciativa que o PCP logo apoiou, agora não contra o encerramento das urgências como o abaixo-assinado realizado em 2006, mas sim exigindo a reabertura das mesmas. Recolhidas mais de 4 mil assinaturas, o abaixo-assinado foi entregue na Assembleia da República a 27 de Fevereiro.

O PCP sempre esteve ao lado da população na defesa do seu Hospital, sempre se opôs ao seu desmantelamento, ao encerramento de valências, à demolição do bloco operatório e ao fim da cirurgia de ambulatório que chegou a ser considerada das melhores do país.

Para além das iniciativas locais também na assembleia da República o PCP levou os anseios e necessidades da população de Estarreja, através de diversas perguntas a vários ministros da saúde.

O PCP estranha que o PSD se interesse agora pelo HVS, depois de um abaixo-assinado entregue na Assembleia da República e um grupo de cidadãos tenha sido recebido pela Comissão da Saúde da AR, quando durante os seus governos nunca tenha demonstrado qualquer interesse.

Para o PCP é inaceitável que a saúde da população continue comprometida. È urgente acabar com esta situação. A saúde é um direito!

Comissão Concelhia de Estarreja do PCP
Estarreja. 3 de Agosto de 2020

Para o topo