Em Março o País foi confrontado com o início do surto epidémico, situação para a qual o País não estava preparado. O SNS e os seus profissionais deram uma excelente resposta, garantindo o acompanhamento necessário a todos aqueles que testaram positivo ao novo Coronavírus.

A situação que se vive no País e naturalmente no concelho de Oliveira de Azeméis é cada vez mais preocupante em que se destaca entre outros problemas: Consultas atrasadas, novas consultas que não são marcadas, exames de diagnóstico que não se realizam, faltam médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e auxiliares de acção médica e os que estão em funções estão exaustos, equipamentos informáticos obsoletos, extensões e centros de saúde encerrados.

Como insistentemente o PCP vem propondo há longo tempo, para assegurar o combate à doença do Covid 19 é necessário, isso sim, dar prioridade às medidas de reforço da capacidade de resposta do SNS, dotando os hospitais, extensões e centros de saúde dos meios necessários (financeiros, humanos, técnicos e materiais), fundamentais para recuperar as consultas, as cirurgias, os tratamentos e os exames em atraso de forma a prestar os cuidados necessários a todos os portugueses.

É neste quadro que o PCP, dedicou o dia 17 de Novembro, por todo o País, diversas acções sobre o atual momento das dificuldades que se vive no SNS.

Inserida nesta acção nacional, também em Oliveira de Azeméis, membros da organização concelhia do PCP, com o objetivo de chamar a atenção para o actual momento que o SNS se confronta, face à epidemia e à acentuada campanha do medo que lhe é associada - distribuíram um documento junto ao Hospital de S. Miguel e centros de saúde de Oliveira de Azeméis e Vila de Cucujães.

Foi possível nesta acção falar com os profissionais de saúde e utentes, ouvindo da parte destes as preocupações com que se debatem os serviços e a necessidade do Governo adoptar as medidas acima referidas pelo PCP, dos apoios necessários, para uma melhor prestação dos cuidados de saúde, à população.

Foi também valorizado a importante luta e propostas que o PCP, com a sua coerência de sempre, continua a defender um Serviço Nacional de Saúde Universal, Geral e Gratuito para o País.

Oliveira de Azeméis, 19 de Novembro de 2020
A Comissão Concelhia de Oliveira de Azeméis
do Partido Comunista Português

 

Para o topo