Tendo em conta a informação de que a empresa Auto-Viação Feirense, que se dedica à exploração da indústria de transporte coletivo de passageiros,informou os seus trabalhadores que iria aderir ao regime de suspensão da atividade simplificado, previsto e regulado pelo Decreto-Lei n.o 10-G/2020, de 26 de março.

Ficam abrangidos por esta decisão da empresa 195 trabalhadores.

Recordamos que esta empresa é portadora de título de concessão para a exploração do serviço público de transporte de passageiros por modo rodoviário, assegurando o transporte de muitos passageiros na região de Aveiro, transporte esse que é essencial para a deslocação para os locais de trabalho. Para mais, recorda-se, também, que esta empresa recebeu nos últimos anos vários milhões de euros de fundos comunitários, nomeadamente do POSEUR.

A empresa decidiu desresponsabilizar-se das suas funções de serviço público, assim como das suas obrigações perante os seus trabalhadores.

Perante esta situação, o Grupo Parlamentar do PCP questionou o Governo no passado dia 13, questão esta que pode ser acompanhada aqui.

 

Stª. Mª. da Feira, 14 de Abril de 2020
Comissão Concelhia de S. M. Feira do PCP

Para o topo