• Qua. Out 27th, 2021

CDU reitera total oposição ao parque subterrâneo do Rossio

Ago 16, 2021

Uma delegação da CDU encabeçada por Miguel Viegas e Emídio Abrantes, candidatos respectivamente à Câmara Municipal de Aveiro e à Junta de Freguesia da Glória e Vera Cruz, esteve no Rossio onde reafirmou a sua total oposição à construção do parque subterrâneo do Rossio. Em total coerência com a sua posição de sempre, fica absolutamente claro que, no que depender da CDU, esta obra não irá para a frente, a bem da sustentabilidade da cidade de Aveiro.

Contra todas as evidências científicas que apontam para a necessidade imperiosa de reduzir o trânsito automóvel no centro da cidade, a Câmara PSD/CDS persiste em avançar com esta aberração ambiental. Em vez de potencial os outros parques existentes e subaproveitados, e privilegiar ao acesso ao centro da cidade através de modos suaves (pedonal e bicicleta) e transportes públicos, Ribau Esteves mantém-se obstinado em concluir uma obra que irá implicar, para além da construção do parque numa zona de enorme sensibilidade ambiental, a criação de uma nova ponte a montante da eclusa, convidando mais automóveis para o centro da cidade e cortando parte das salinas da Troncalhada. Persistir com esta obra, dias depois da publicação do sexto relatório do clima publicado pelo IPCC [sigla em inglês do painel de peritos das Nações Unidas sobre alterações climáticas] confirma a necessidade de romper com a atual gestão PSD/CDS.

Emídio Abrantes: “A CDU recusa a chantagem dos compromissos assumidos e dos custos associados à anulação do projeto. Muito pior seria continuar esta aberração comprometendo o futuro das próximas gerações!”

Miguel Viegas: “Para a CDU a palavra sustentabilidade não será mais um adorno para embelezar discurso. Não acordámos agora para a urgência climática. Há décadas que a CDU reclama uma nova política de mobilidade que privilegia os transportes públicos e os modos suaves no acesso ao centro da cidade.”

Aveiro, 16 de Agosto de 2021